Simpósio em Foz terá palestra sobre a economia do crime 

Brasil avalia cancelar refúgio a paraguaios condenados pela Justiça
13 de março de 2019
Adriano Imperador vem a Foz e causa expectativa em torcedores
13 de março de 2019

Simpósio em Foz terá palestra sobre a economia do crime 

Que fatores fazem com que o indivíduo deixe uma atividade econômica legal e passe a atuar na ilicitude do crime? Essa foi uma das questões que motivaram o professor Pery Shikida e seus orientandos a circular pelos estabelecimentos prisionais do País. A pesquisa sobre a economia do crime rendeu uma série de trabalhos acadêmicos durante quase duas décadas e, mais recentemente, o livro ‘Memórias de um pesquisador no Cárcere’, onde são relatados casos pitorescos vivenciados durante as aplicações práticas do estudo. Professor doutor da Universidade do Oeste do Paraná (Unioeste), campus Toledo Shikida é um dos palestrantes do simpósio Soberania e Integração de Fronteiras, promovido pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), neste final de semana, nos dias  15 e 16. “Com base nos aspectos metodológicos da economia do crime, a pesquisa foi norteada por três questões: o motivo da migração de uma atividade econômica legal para a ilegal; as variáveis e as circunstâncias ocupacionais dessa migração – condições de vida social e religiosa, nível familiar – e, por último, se o crime compensa economicamente”, destaca.

Da Redação com assessoria

Foto: Divulgação 

 

 

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA