Quando é que a mulher precisa ir ao Urologista?

25 de fevereiro de 2019
Bombeiros fazem buscas por menino de três anos que desapareceu no Rio Paraná
25 de fevereiro de 2019

Quando é que a mulher precisa ir ao Urologista?

O atendimento da especialidade não é exclusivo aos homens, as mulheres procuram em virtude de problemas relacionados a
cálculos renais ou problemas urinários, como incontinência urinária, infecção urinária ou dificuldades para urinar

O médico urologista é o especialista responsável pelo aparelho urinário de homens e mulheres e pelo sistema reprodutor masculino, ou seja, não é um médico exclusivo para homens. “O atendimento às mulheres ocorre com mais frequência em problemas relacionados a cálculos renais ou problemas urinários, como incontinência urinária, infecção urinária ou dificuldades para urinar, problemas estes que também são comuns aos homens, mas há problemas que ocorrem com maior incidência ou até que são exclusivos de mulheres”, explica o médicourologista, Dr. Gustavo Cruz, de Foz do Iguaçu -PR.

PROLAPSOS GENITAIS
– Mais comuns em mulheres acima dos 50 anos de idade e são decorrentes de alterações na estrutura de sustentação dos órgãos da cavidade pélvica, incluindo uretra, bexiga, útero, intestinos, sigmóide e reto. Alguns fatores que levam ao enfraquecimento ou relaxamento desses músculos e ligamentos são: histerectomia (retirada do útero), cirurgias vaginais ou abdominais prévias, múltiplos partos vaginais, parto prolongado, obesidade e menopausa, e idade acima dos 50 anos.

Mulheres com prolapso vaginal geralmente não percebem o problema até o prolapso se tornar acentuado. Nessa ocasião, a mulher percebe uma protuberância (como uma bola) saindo pela vagina, sensação de peso na vagina, desconforto vaginal, dor durante a relação sexual e constipação intestinal. A incontinência urinária pode ser o primeiro sintoma.

CISTITE INTERSTICIAL
– Tem muito pouca incidência.
É uma condição tratável, no entanto, incurável que se manifesta por dor pélvica crônica e aumento da frequência urinária que ocorre na ausência de qualquer etiologia conhecida. Esta condição permanece um enigma no campo da urologia. Ocorre predominantemente em mulheres, mas em torno de 10% dos casos são em homens, a cistite intersticial é denominada por alguns como bexiga dolorosa e incluí um grande grupo de pacientes com dor na bexiga e uretra, necessidade de acordar a noite para urinar, necessidade de correr para o banheiro para urinar (Urgência miccional), necessidade de ir ao banheiro mais do que
8 vezes por dia, ardor para urinar e ausência de infecção urinária.

FÍSTULAS VESICO-VAGINAL
– Consiste de uma comunicação entre a bexiga e a vagina, levando à perda contínua de urina. As fístulas surgem principalmente após procedimentos cirúrgicos na região pélvica, em especial histerectomia. Outras causas como radioterapia, tumor de colo de útero, infecções, etc., também podem levar ao surgimento de uma fístula. E no campo da Urologia, há outras doenças que são tratadas em homens e mulheres, como: Câncer de Rim; Câncer de Bexiga; Bexiga Hiperativa; Bexiga Neurogê nica; Hematúria (sangue na urina) e Lesão Medular.

Dr. Gustavo Cruz também está no Instagram@dr.gustavocruz e Facebook Dr. Gustavo Cruz – Urologista. Visite-nos na Internet e deixe sua sugestão de assunto, que abordaremos nas próximas matérias.

 

Dr. Gustavo Zepka Cruz
Médico Urologista graduado pela Fundação UFRS, Residência médica em cirurgia geral no hospital São Vicente de Paulo/RS e Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Também foi Preceptor da Residência Médica de Urologia do Hospital Central da Aeronáutica. Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia e Membro

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA