Primeira edição do orçamento participativo atraiu mais de 250 moradores do Porto Meira

Vereadores destinaram R$ 58 milhões para mobilidade urbana e redução de alagamentos
1 de junho de 2019
Taxa de desemprego atinge 12,5% no trimestre encerrado em abril
1 de junho de 2019

Primeira edição do orçamento participativo atraiu mais de 250 moradores do Porto Meira

O Governo do Município de Foz do Iguaçu promoveu na noite de quinta-feira (30) a primeira edição do Orçamento Participativo, no pavilhão da Paróquia Divino Espírito Santo, no Porto Meira. O encontro, que reuniu mais de 250 pessoas, foi marcado pelo entusiasmo dos moradores, que poderão opinar sobre como e onde investir o dinheiro público.

A iniciativa é da Secretaria Extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, que levará os encontros a outras quatro regiões da cidade. De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, a proposta é criar e manter uma cultura participativa, onde o morador tenha voz.

“O processo de decisão inicia-se agora, e a participação do morador é fundamental. Estamos criando uma cultura participativa, para que independente de quem for o governante, ela se mantenha como uma ferramenta de gestão”, disse o chefe do executivo na abertura do evento.

Para a secretaria de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, Rosa Maria Jerônymo Lima, a implantação do Orçamento Participativo é fruto de uma gestão comprometida com a sociedade. “É uma enorme satisfação dar início a este projeto, e o mais importante é fazer com que a população entenda como os recursos entram no município e de que forma são aplicados”, comentou.

PMFI / AMN /Foto: Divulgação /AMN

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA