No Bico do Corvo
Mascarados

Muita gente acredita que os caubóis do cinema usavam o lenço no pescoço para fazer charme. Não era bem assim. Usavam para não engolir poeira nas cavalgadas e para se prevenirem de doenças, especialmente quando lidavam com carcaças de bichos mortos e cadáveres humanos também. Já os bandidos, usavam para esconder a cara. Aqui está mais uma contribuição cultural e inútil deste colunista. 

Funcionamento
Ontem o Corvo deu uma circulada pela cidade e notou que mesmo com as lojas abertas, a população estava muito comportada; foi raro ver alguém sem máscara e as filas eram bem controladas, com a distância ordenada entre as pessoas. Não havia um mundo de gente nas ruas. Pode-se dizer que a movimentação era igual num domingo. Vai ver a população está com medo de contrair o vírus grudento. 

Medo
Algo pode justificar a ausência nas ruas de Foz: o Jornal Nacional de terça-feira, feriado, foi igual a filme de terror! Filas de rabecões na porta dos cemitérios, valas comuns fechadas por tratores, choradeira do começo ao fim. E não se tratava de obra de ficção e sim, a realidade. Covid-19, por enquanto, mata pra valer! Quem viu o telejornal e entendeu, não sai de casa nem para ir buscar prêmio de loteria. 

Nos mercados
Mas a falta de aglomeração durou pouco: havia muita gente entrando e saindo dos supermercados e para variar, pessoas fazendo caminhadas sem máscara, quando o uso dela se tornou uma obrigatoriedade. Dizer que não achou onde comprar e que não soube fazer, é conto da carochinha. O Corvo, por exemplo, fez uma máscara com "perflex" e elásticos e ficou muito boa. O perflex é aquele tecido de limpeza da casa. Ela serviu até o produto ser oferecido no mercado. 

Acabou?
Coisa nenhuma, a pandemia no Brasil ainda está a caminho do pico. Vai levar meses para a situação voltar ao normal e algumas pessoas não aceitam isso de modo alguns. É aí que mora o perigo. 

Movimento
Corvo, ontem esperei o ônibus e desisti. Não foi por causa do horário e nem da lotação, porque com o aumento de carros, os motoristas estão organizando os passageiros, não deixando alguém em pé. Desisti por causa de precisar ficar onde pego o ônibus, cheio de piás sem máscara e de olho na bolsa da gente. Com essa falta de atividades, estão começando a aprontar nas ruas. Semana passada roubaram a bolsa da minha filha.
M.R.T (A leitora pediu para não ter o nome identificado). 

O Corvo responde: prezada, era o que nos faltava, os meliantes invadirem as ruas e atazanarem a vida de quem precisa se arriscar, em momento tão delicado. Chama a polícia! A sociedade não pode dar mole para isso. Está certo que vivemos uma crise, mas há quem se aproveite dela. Tomara essa pressão termine e tudo volte ao normal. 

Em STI
Bastou a revelação de um caso apenas de covid-19 e Santa Terezinha virou de ponta cabeça; faltou tocarem sirenes. Faltou o prefeito Cláudio sair de porta em porta, pedindo as recomendações. Mas lá, ele fala e o povo atende. Quem diria, uma cidade com um caso?

Investigação
Como será, investigarão as investidas contra a democracia brasileira? Vão concluir aquilo que o Corvo já sabe faz tempo e escreveu por esses dias: os ataques foram motivados por pessoas fora da casinha, que não conhecem absolutamente nada de nada. Ouviram falar que o AI-5 era algo bom e acreditaram. O brasileiro tem mesmo essa mania, de acreditar em mentiras. Regimes ditatoriais não são bons nem para o povo, menos para os governantes, porque um dia a casa cai.  

Só isso?
Corvo, seu jornal publicou que houve uma queda de 38.8% nos ganhos com o Turismo? Será que isso está certo? Se o setor parou 100% como é que podem ganhar alguma coisa. Revise suas fontes Corvo!
Rachel R. H. Feitosa

O Corvo responde: prezada a informação foi prestada pela FGV - Fundação Getúlio Vargas, com base em pesquisas e estudos econômicos. O setor de Turismo, segundo o IBGE, responde por 3,71% do PIB. O período de recuperação econômica do setor será longo, cerca de 18 meses. 

Eventos
No entanto, o setor de eventos teve apenas 10% de cancelamentos; 25% de adiamento. Isso se dá pelo fato de muitos organizadores acreditarem que a pandemia será controlada em breve. Mega eventos mundiais foram cancelados, mas os encontros corporativos ainda não. É uma notícia otimista. 

Petróleo fora
As petrolíferas norte-americanas estão perto de fazer com os produtores de leite, quando não conseguem vender o produto e o despejam na lavoura. Tomara não resolvam derramar o petróleo extraído do xisto em águas brasileiras, na base do "acidentalmente". O preço lá baixou, aqui, será que vai melhorar, ou aumentar?  
 

Teleconferência
O Corvo, ontem, bateu um papo com o vereador Márcio Rosa, e, ao longo da conversa tomou um cafezinho junto com ele. Diga-se um café por teleconferência, o que aliás está muito na moda. E se a "moda" pegar, tudo ficará bem mais prático, como num desenho dos anos 60/70, os Jetsons, onde era tudo muito parecido com os dias atuais. Só não temos carros que flutua.