Paraguai investirá US$ 150 milhões em obras complementares da 2ª ponte

Audiência pública abre semana de combate a violência contra criança
14 de maio de 2019
14 de maio de 2019

As obras de infraestrutura complementares da Ponte da Integração no lado paraguaio terão um custo estimado em US$ 150 milhões (cerca de R$ 600 milhões) e serão realizadas por empresas de capital paraguaio. Os recursos virão da Itaipu e do tesouro paraguaio.

A ponte vai ligar Foz do Iguaçu com a cidade paraguaia de Presidente Franco e terá um custo de R$ 463 milhões. Os recursos virão da Itaipu do lado brasileiro. O lançamento da pedra fundamental ocorreu no dia 10 e reuniu os presidentes Jair Bolsonaro e Mario Abdo Benítez. Entre as obras estão rodovias, duas pontes sobre o rio Monday, viaduto, acessos urbanos em cidades e vilas, além de estruturas civis (aduanas) em área de controle primário e controle integrado de cargas e desapropriações.

O diretor da Itaipu do lado paraguaio, José Alderete, disse que as obras complementares de rodovias irão da cabeceira da nova ponte até a Rota 7. O projeto prevê 33 quilômetros de rodovias com quatro pistas, rodeando as cidades de Porto Franco e Ciudad del Este.

Adelino de Souza Freelancer / Foto: JIE/PY

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA