Para cada real gasto nos parques outros R$ 7 movimentam as cidades vizinhas

Homem é preso em flagrante por receptação no Jardim Dourado
4 de janeiro de 2019
Programação do Natal de Foz é retomada na Praça da Paz
4 de janeiro de 2019

A cada R$ 1 investido em unidades de conservação (UCs), R$ 7 retornam para a economia nacional. É o que aponta um estudo do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que mensurou o impacto gerado pelo turismo nestes espaços durante o ano de 2017. Segundo o levantamento, a procura de visitantes por UCs gerou um total de R$ 905 milhões em impostos (nos níveis municipal, estadual e federal) e aproximadamente R$ 2,2 bilhões em renda às comunidades de acesso às UCs.

As UCS brasileiras, que incluem parques nacionais, registraram alta de 20% no número de visitantes em 2017 na comparação com 2016, totalizando 10,7 milhões. Conforme o ICMBio, o número de unidades que monitoram a frequência de público também subiu no período, de 62 para 102. O estudo do Instituto aponta ainda que a procura por locais de preservação gerou R$ 3,1 bilhões em valor agregado ao PIB e R$ 8,6 bilhões em vendas, que envolvem ramos como alimentação e hospedagem.

(Por André Martins /Foto: Robson Meireles)

Share

Leia mais sobre este conteúdo e outras informações na edição impressa.

GDIA