Unila cria três novos laboratórios para atividades de ensino e pesquisa


- Por: Reciel Rocha

Unila cria três novos laboratórios para atividades de ensino e pesquisa
Computadores e manequins robóticos que simulam cenários médicos realísticos

Três novos laboratórios da UNILA já estão disponíveis à comunidade acadêmica, para o desenvolvimento de atividades de ensino e pesquisa. Um deles, o Laboratório de Simulação Avançada, está alocado no Jardim Universitário, e irá contribuir sobretudo para as práticas do curso de Medicina. Outros dois laboratórios – o de Sistemas Elétricos e o de Biocombustíveis – foram montados no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e serão voltados para os cursos de Engenharia. Esses espaços, de caráter multidisciplinar, irão proporcionar o aperfeiçoamento de habilidades e competências de alunos e profissionais.
Computadores e manequins robóticos que simulam cenários médicos realísticos são alguns dos componentes a serviço de um treinamento dos estudantes de Medicina de diferentes níveis, no Laboratório de Simulação Avançada. Os discentes mais novatos podem atuar em práticas como escuta cardíaca, respiratória e palpação de pulso. “Para o aluno mais adiantado, é possível simular cenários de emergência, como reanimação cardiopulmonar e entubação. São cenários que requerem muita agilidade e rapidez, e não adianta só estudar na teoria. Nada melhor do que poder simular para ter uma aplicação prática”, destaca a coordenadora do curso de Medicina, Alessandra Pawelec da Silva.
O laboratório também pode ser usado para treinamento contínuo dos estudantes – inclusive os que estão em estágio de internato – e, ainda, dos médicos e de outros profissionais de saúde que já estejam em atividade. “Na área da saúde, a atividade requer segurança; e é preciso ter treinamento permanente do profissional, já que procedimentos, regras, normas, remédios e fluxos vão modificando, com novas descobertas e evidências”, diz o médico e docente da UNILA Luis Fernando Boff Zarpelon. Ele aponta que o laboratório também permite estudos experimentais em educação.


AI Unila

Foto: Divulgação

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas