Tribunal mantém decisão em processo que originou racha entre peemedebistas


- Por: Da Redação

Tribunal mantém decisão em processo que originou racha entre peemedebistas

O Tribunal Regional Eleitoral publicou acórdão em que mantém a condenação do ex-secretário do PMDB de Foz do Iguaçu André Rorato. O processo ganhou destaque desde as eleições complementares porque originou o racha no partido. Como desfecho, no início deste mês houve intervenção da direção estadual, e o diretório municipal foi dissolvido. No momento, aguarda-se a nomeação de uma comissão provisória com a incumbência de convocar eleições para o novo diretório. Em março, logo após a definição das coligações para as eleições complementares para prefeito e vice, André Rorato, então secretário do partido, entrou com pedido de impugnação da candidatura de Phelipe Mansur, que na época concorreu pelo REDE e atualmente está no PSDB. Rorato liderou uma ala do partido que discordou da participação do PMDB na chapa em razão da presença do PSDB. Apresentou resolução da direção estadual que proibia o partido de caminhar junto com os tucanos e ainda apontou irregularidades como falta de publicidade na divulgação da convenção. (Da redação/Foto: Divulgação)

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas