Tribunal de Contas fiscaliza asfalto da Avenida Felipe Wandscheer


- Por: Reciel Rocha

Tribunal de Contas fiscaliza asfalto da Avenida Felipe Wandscheer
Avenida Felipe Wandscheer volta a ser alvo de investigação

Objeto de investigação da Polícia Federal e do Ministério Público, que resultaram em paralisação, delação premiada e cadeia, as obras da Avenida Felipe voltam a ser investigadas. Desta vez pelo Tribunal de Contas do Estado.
Técnicos do órgão estão utilizando equipamentos especiais para retirar amostras da pavimentação asfáltica e verificar a espessura da camada, consistência do betume e qualidade do asfalto para comparar com o projeto e o contrato assinado com o município.
A obra havia sido investigada durante a Operação Pecúlio. A PF e o MPF constataram a existência de superfaturamento, distribuição de propina e desvio de dinheiro público durante o malfadado governo de Reni Pereira.
Os donos da construtora SR, vencedora da licitação, chegaram a ser presos. Nilton Beckers e Vilson Sperfield fizeram acordo de delação premiada, pagaram multas pesadas e respondem ao processo em liberdade. A obra foi paralisada diversas vezes e retomada em função de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o MPF.


Comparação
Agora o Tribunal de Contas do Estado quer saber mais detalhes.  “Nós vamos fazer uma aferição completa, a partir dos documentos fornecidos, todos os documentos do contrato, as medições, todos os relatórios de serviço, qualidade do material, a planilha orçamentária com seu projeto básico, além dos ensaios de placas, que irá comparar com as amostras obtidas” disse o coordenador do COPE – coordenação de obras públicas do Tribunal de Contas, Luiz Cesar Mazetti em entrevista à rádio Cultura nesta quarta ao meio-dia.


Da redação
Foto: Roger Meireles

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas