Taxa de transmissão do Coronavírus volta indicar tendência de alta em Foz


- Por: Redação 1

Taxa de transmissão do Coronavírus volta indicar tendência de alta em Foz
Número de novos infectados pela Covid-19 em Foz do Iguaçu volta indicar tendência de alta

A Vigilância Epidemiológica confirmou, no boletim desta quinta-feira (15), 135 casos do novo Coronavírus (Covid-19), totalizando 32.777 registros da doença em Foz do Iguaçu. É a primeira vez, nos primeiros 15 dias de abril, em que as confirmações diárias ficam acima de uma centena. Município tem agora 31.631 moradores recuperados (média de 96,5% dos infectados) e 719 óbitos por complicações provocadas pela infecção.
A tendência de alta pode estar relacionada à flexibilização das normas restritivas com redução de três horas no toque de recolher e suspensão dos lockdowns nos finais de semana. No dia 30 de março entrou em vigor novo decreto, com toque de recolher das 23h às 5h, ante a redução dos principais indicadores - número de óbitos e média móvel dos casos diários de novos infectados.
De acordo com o boletim diário, dos 135 novos casos, 67 são mulheres e 68 homens, com idades entre três meses e 79 anos. Entre eles, 126 pessoas estão em isolamento domiciliar e nove internadas. Do total de casos ativos, 292 estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 135 pessoas estão internadas.
Do dia primeiro até ontem (15), foram confirmados 962 moradores infectados pela Covid-19 em Foz do Iguaçu - média diária de 64,13 novos casos. Destes, 500 são homens e 462 mulheres. No mesmo período de março, mês mais mortal da doença no município com 237 óbitos, foram confirmados 3.435 novos infectados (229 casos diários), sendo 1.823 homens e 1.612 mulheres.
Os iguaçuenses na faixa etária de 20 a 49 anos são as principais vítimas da Covid-19, de acordo com o Painel Coronavírus da Vigilância Epidemiológica. Juntos eles somam 20.933 (aproximadamente 65% do total de infectados no município). Da população que testou positivo, 17.157 são mulheres e 15.620 são homens.

Ronildo Pimentel

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas