Suspeito de matar policial em Sarandi é preso no Paraguai e entregue à PF em Foz


- Por: Redação 1

Suspeito de matar policial em Sarandi é preso no Paraguai e entregue à PF em Foz
O foragido vinha sendo procurado desde fevereiro de 2020 quando escapou do Urso Branco, presídio provisório masculino de Porto Velho 

Um brasileiro, de 29 anos, suspeito de executar um policial militar no Brasil foi preso em uma ação no Paraguai e entregue à Polícia Federal em Foz do Iguaçu, na noite da última quinta-feira (29). Conforme informações, o crime ocorreu em 2019 na cidade de Sarandi (PR). 
O foragido vinha sendo procurado desde fevereiro de 2020 quando escapou do Urso Branco, presídio provisório masculino de Porto Velho (RO). O soldado da PM foi morto por ele em uma emboscada porque combatia o tráfico de drogas no bairro onde morava em Sarandi.
A execução aconteceu no Distrito do Vale Azul. Após algumas horas do crime, investigadores das polícias Civil e Militar prenderam dois homens e uma mulher, ambos acusados de terem participado do homicídio.
Durante as investigações, chefiadas pelo delegado Adriano Garcia, que confirmou a prisão, se descobriu que o principal suspeito de ser o executor do policial era o homem de 29 anos, que até então estava desaparecido. A jovem detida no dia do homicídio foi que atraiu o soldado até o local da execução. Ela confirmou à autoridade policial quem seria o atirador.
A extradição do foragido aconteceu pela Ponte Internacional da Amizade sob forte esquema de segurança. Segundo apurado, o preso foi detido em uma ação entre as cidades de San Cristobal e Tuparenda, quase no limite de Alto Paraná e Caazapa. O destino dele em solo brasileiro não foi informado. 

Da Redação / Foto: ABC Color

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas