Sintonia


- Por: Redação 1

Sintonia

O presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), e o 1º secretário do legislativo, Luiz Claudio Romanelli (PSB), se reuniram com o chefe da Casa Civil, Guto Silva, no Palácio do Iguaçu. Na pauta, os projetos do Executivo em curso no segundo semestre do legislativo. As sessões presenciais voltam no dia 2 de agosto. 

Arriba México
O governador Ratinho Junior está no México e, entre as agendas, participa amanhã (quinta-feira, 22) do Paraná Day e vai  apresentar os potenciais econômicos do estado para atração de investidores em infraestrutura das cadeias produtivas nas quais o Paraná já se destaca globalmente. “Somos um dos estados mais dinâmicos e modernos do Brasil, com acesso privilegiado aos principais centros consumidores do Mercosul. Vamos mostrar aos mexicanos que estamos abertos a novos investimentos, com uma retomada econômica acelerada. Atrair novas empresas vai ajudar o estado no pós-pandemia", disse. 

Somos contra
Fernando Giacobo (PL), Luciano Ducci (PSB), Luiz Nishimori (PL), Felipe Barros (PSL), Aroldo Martins (Republicanos), Aline Sleutjes (PSL), Evandro Roman (Patriota), Luizão Goulart (Republicanos) e Paulo Martins (PSC) afirmaram ser contra o fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões previstos na LDO em 2022. “Na última hora enfiaram o ‘fundão eleitoral’ no meio da LDO, que é a Lei do Orçamento. A esquerda votou contra para paralisar o governo e acusou os deputados que votaram a favor de votarem a favor do fundão. Sempre fui contra o fundão. Votei contra sua criação em 2016 e novamente contra em 2019. O ‘fundão eleitoral’ não passará. Será vetado e retirado do orçamento”, disse Roman.

Explicando
Os oitos deputados e a deputada estão entre os 14 parlamentares paranaenses que votaram à favor da LDO que incluiu o fundo eleitoral. "Era só votar contra a LDO", disse ontem o deputado Rubens Bueno (Cidadania) em entrevista na Rádio Cultura. Os senadores paranaenses: Alvaro Dias, Flávio Arns, Oriovisto Guimarães - os três do Podemos - votaram contra a LDO no Senado.

Candidato
Tudo indica que o advogado Joel de Lima - confirmado pelo deputado Rubens Bueno, como coordenador regional do Cidadania no oeste do Paraná - será candidato nas eleições de outubro de 2022. Falta definir se para Assembleia Legislativa ou Câmara dos Deputados.

Brasiguaios
O ministro Marcelo Queiroga (Saúde) disse na coletiva de imprensa ontem, em Foz do Iguaçu, que está nos planos do governo federal vacinar os brasileiros residentes no Paraguai. O prefeito Chico Brasileiro (PSD) adiantou que a prioridade é vacinar todos os moradores da cidade e depois, num segundo momento, os brasiguaios. 

Marco
Médicos que atuam em Foz do Iguaçu afirmam que a remessa das doses extras da vacina contra a covid é um marco e demonstra que o governo federal passou a reconhecer que a cidade atende muito mais pessoas dos que seus 258 mil moradores no sistema público de saúde. "Sejam brasileiros que vivem nos países fronteiriços ou mesmo estrangeiros que nos buscam porque nosso sistema de saúde público e privado é mais organizado que os deles em alguns aspectos", apontou a médica infectologista Flávia Trench, professora da Unila. 

Acompanhando
Os prefeitos Heraldo Trento (DEM), de Guaira, e Ricardo Ortiña (PL), de Santo Antônio do Sudoeste, acompanharam a visita do ministro Marcelo Queiroga (Saúde) em Foz do Iguaçu. Junto com Barracão, as três cidades fronteiriças receberam oito mil doses extras de vacinas.

Previsão
"Até 20 ou 25 de agosto, os municípios paranaenses terão conseguido chegar a 80% de cobertura vacinal da população acima de 18 anos. E até o dia 15 a 20 de setembro, nós vamos atingir os 100% da população acima de 18 anos vacinada", disse o secretário Beto Preto (Saúde) durante sua visita à Foz do Iguaçu. (foto 5)

Mais créditos
As indústrias do Paraná captaram R$ 149 milhões em crédito junto ao BRDE no primeiro semestre de 2021, aumento de 76% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram contratados R$ 84,4 milhões. Foi o maior volume entre os três estados do Sul: Rio Grande do Sul (R$ 126,5 milhões) e Santa Catarina (R$ 50 milhões). No Paraná, as indústrias que mais contrataram crédito são dos setores de suínos e de aves, com R$ 79 milhões, mais da metade do total contratado no estado.

Olha o auxílio, gente
Apenas 30 mil das 124 mil empresas paranaenses que têm direito pediram, até o momento, o auxílio emergencial - entre R$ 500 e R$ 1 mil - criado pelo Estado para ajudar os microempresários nesse período da pandemia.  De Foz do Iguaçu, foram somente 990 pedidos. O prazo para a solicitação da ajuda financeira vai até 10 de agosto. Porém, para receber o benefício ainda este mês é preciso fazer a solicitação até dia 25.O valor é pago sempre no último dia útil do mês.

Produtividade
“Um balanço das atividades da Assembleia Legislativa do primeiro semestre de 2021, revela a alta produtividade do legislativo paranaense e a discussão e aprovação de matérias importantes para toda a sociedade”, disse o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB). “Nos primeiros seis meses do ano foram 3.734 requerimentos, 915 ofícios, 163 projetos de leis foram aprovados, sendo 140 deles já são leis e estão beneficiando os paranaenses”, destacou Traiano. Foram ainda 66 sessões ordinárias, 11 extraordinárias e 347 projetos de leis apresentados. 

Osmar no PL
O deputado federal Fernando Giacobo, presidente do PL do Paraná, confirmou o convite ao ex-senador Osmar Dias para se filiar à legenda com vistas às eleições de 2022. O convite tem respaldo da direção nacional. Aliados do deputado, incluindo prefeitos e pré-candidatos a deputado, dão como certa a filiação e acreditam que Osmar Dias pode ser um bom puxador de votos para a chapa de deputados. Correligionários gostariam de ter Osmar como candidato a governador, mas a opção de disputa ao Senado não estaria descartada.

Vou pensar
Desde que resolveu não sair nas eleições de 2018, apontado como um dos favoritos na disputa pelo governo do Paraná, Osmar Dias tem cuidado de seus negócios na área de agricultura e passado tempo com a família, segundo aliados. Ele não descarta se candidatar em 2022, mas não é sua prioridade no momento.

Novos empregos
O estudo Profissões Emergentes na Era Digital: Oportunidades e desafios na qualificação profissional para uma recuperação verde identifica tendências e 14 carreiras em ascensão no curto (dois anos), médio (cinco anos) e longo prazo (10 anos) na Indústria de transformação e nos serviços produtivos. Essas novas profissões, relacionadas com a digitalização do setor, poderão ser responsáveis por 767,5 mil oportunidades de trabalho, das 14,9 milhões de vagas, nos próximos 10 anos. 

Zé Beto Maciel
Com Gustavo Aquino, Francisco Vitelli e Adilson Borges
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas