Reestruturação do Hospital Costa Cavalcanti contra coronavírus também reforçará o combate à dengue


- Por: Reciel Rocha

Reestruturação do Hospital Costa Cavalcanti contra coronavírus também reforçará o combate à dengue
O HMCC também prevê a contratação de uma equipe assistencial para ajudar o município nas ações de prevenção e combate à dengue

Já preparada para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, a estrutura do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), mantido pela usina de Itaipu, também está sendo colocada a serviço da população para o monitoramento ativo da infecção do mosquito Aedes aegypti. O HMCC também prevê a contratação de uma equipe assistencial para ajudar o município nas ações de prevenção e combate à dengue.

O Paraná já soma 76 mil casos da doença e 57 óbitos, registrados no último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado, nesta terça-feira, 24. Em Foz do Iguaçu, são cerca de 18,1 mil notificações e 3,2 mil casos confirmados. De acordo ainda com a Secretaria de Estado da Saúde, são oito novos casos de morte (um deles em Foz) e mais de 11 mil casos confirmados da doença em uma semana. O Paraná tem 162 municípios em situação de epidemia, dos quais 15 entraram no novo boletim.

A Itaipu mantém um Grupo de Trabalho de Saúde permanente no combate e prevenção à dengue e demais doenças na região da fronteira do Brasil com o Paraguai e Argentina. Em parceria com o município de Foz do Iguaçu, o Centro de Medicina Tropical, o Centro de Controle de Zoonoses e a União Dinâmica de Faculdades Cataratas, Itaipu tem liderado uma campanha de conscientização sobre a doença, dentro e fora da usina.

O Centro de Medicina Tropical está em fase de credenciamento com o Laboratório Central do Estado (Lacen) para poder auxiliar de forma oficial a 9ª Regional de Saúde, com possibilidade de atender ainda a 10ª e a 20ª regionais. O credenciamento vai permitir que o CMT faça exames de covid-19.

 Covid-19 e dengue
Com uma nova ala exclusiva para casos do novo coronavírus - em Foz são cinco confirmados e 104 suspeitos -, o hospital também conta com estrutura para internamento de pacientes com dengue. Além disso, o HMCC mantém atendimento médico 24 horas e realização de exames laboratoriais para esses casos. A unidade funciona no Centro Clínico, na Avenida Parati, 737, na Vila A.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, que tem como uma das prioridades de sua gestão a agenda de saúde pública, diz que a binacional está fazendo todas as interlocuções possíveis com as instituições responsáveis para a implantação do Método Wolbachia o mais breve possível em Foz do Iguaçu. O projeto propõe uma abordagem inovadora para reduzir a transmissão dos vírus da dengue, zika e chikungunya, por meio da liberação do mosquito Aedes aegypti com a bactéria wolbachia.

Imprensa de Itaipu
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas