Promotores ouvem Marito sobre a polêmica ata de Itaipu


- Por: Reciel Rocha

Promotores ouvem Marito sobre a polêmica ata de Itaipu

O presidente do Paraguaio, Marito Abdo Benítez (Marito) recebeu três promotores em sua residência a oficial em Assunção para falar sobre a polêmica ata assinada entre os dois países e que provocou uma grande crise política com a exoneração de funcionários do mais alto escalão governamental.
Durante sete horas os promotores Marcelo Pecci, Susy Riquelme e Liliana Alcaraz ouviram as explicações do presidente sobre o polêmico acordo assinado em 24 de maio e cancelado em 1º de agosto. O próprio Marito se colocou à disposição do MP ante a tentativa de sofrer um impeachment no Congresso.
O MP investiga supostas irregularidades no acordo que permitiria ao Paraguai negociar com empresas privadas brasileiras parte de sua energia excedente. Esse caso veio a público depois que vazaram conversas entre o advogado Joselio Rodriguez e o então presidente da Ande, Pedro Ferreira.
Nas conversas, Joselio se apresentava como assessor do vice-presidente Hugo VElazquez, com o aval de Marito e dizia estar em contato com a empresa Leros, do Brasil, que estaria interessada na compra da energia. Integrantes da família do presidente Bolsonaro estariam envolvidos.

Da redação / Foto: Divulgação

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas