PRF reforça a segurança nas rodovias de Foz para reduzir acidentes e mortes no trânsito


- Por: Redação 1

PRF reforça a segurança nas rodovias de Foz para reduzir acidentes e mortes no trânsito
Quatro condutores tiveram os veículos apreendidos na Ponte da Amizade por desrespeito a “Lei do Descanso” 

A Polícia Rodoviária Federal deu início, na quinta-feira (7), a Operação Atalaia com o objetivo de intensificar a segurança nas rodovias de Foz do Iguaçu e região. A intenção é alertar para os riscos de imprudências no trânsito e para a importância dos equipamentos de segurança, contribuindo para a redução de acidentes graves e mortes. 
Um primeiro “bloqueio” foi montado na Ponte Internacional da Amizade, onde foram abordados diversos veículos. Dentre as várias ações, os policiais intensificaram a fiscalização da “Lei do Descanso”, e de itens como o uso o cinto de segurança, dispositivos para o transporte correto de crianças e outros. 
Quatro condutores tiveram os veículos apreendidos neste ponto de abordagem, por estarem dirigindo por aproximadamente 24 horas, sem intervalos para o devido descanso necessário. Esta pausa é recomendada a cada quatro horas de viagem para evitar a desatenção ou perda de consciência do condutor.   
Além das atividades ostensivas, de patrulhamento urbano e fiscalização em pontos fixos, as equipes da PRF também trabalham com o monitoramento permanente das vias através da inteligência artificial, que engloba, principalmente, o uso de drones. Ações educativas e de conscientização também fazem parte da operação. 
“Cabe destacar que o fator humano, ligado a condutas imprudentes, é o ingrediente principal para a ocorrência de acidentes. Deste modo, a PRF segue atuando para inibir tais condutas irresponsáveis, a fim de assegurar um trânsito mais seguro”, destacou a PRF. 

Conscientização traz resultados 
Nos últimos 5 anos (em um comparativo entre os anos de 2017 e 2021), o número de acidentes foi reduzido em 34,6%, assim como o de mortes, que caiu para 42,3%; e o de pessoas feridas, que baixou em cerca de 14,5%. Isso é resultado de diversas ações realizadas pelas forças de segurança para conscientizar os motoristas. 
Para que os números continuem em queda é preciso colaboração. Infrações como dirigir sob influência de álcool, ultrapassagens indevidas e excesso de velocidade são algumas das principais causas de tragédias nas estradas. Frente a isso, é de extrema importância que os condutores estejam atentos e respeitem as leis para que o trânsito se torne mais seguro. 
“Mesmo com todos os esforços preventivos e repressivos da PRF, caso os condutores não colaborem, os efeitos serão incompletos e os acidentes continuarão a acontecer. Ou seja, a sociedade faz parte da solução para a contenção de tragédias, com a adoção de comportamentos mais civilizados e conscientes”, alerta a polícia. 

Lei do Descanso 
Principal alvo da PRF na Operação Atalaia, a Lei nº 12.619/12, conhecida como a Lei do Descanso, entrou em vigor em abril de 2012 e passou por algumas alterações em 2014. De acordo com as determinações, o motorista obrigatoriamente precisa fazer um intervalo mínimo de 30 minutos para descanso a cada quatro horas ininterruptas de direção.
A Lei foi criada para melhorar as condições de trabalho dos motoristas, que realizam longas jornadas de trabalho. A forma de verificação do cumprimento da Lei é realizada pela Polícia Rodoviária principalmente por meio do tacógrafo, um aparelho obrigatório que fica instalado no veículo e que demonstra a velocidade e o itinerário executado. Quem não atender as regras da Lei está sujeito a multa de trânsito gravíssima, além de sanções e multas trabalhistas.

Da redação 
Foto: PRF

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas