Prefeito denuncia arrecadação paralela de impostos em CDE


- Por: Reciel Rocha

Prefeito denuncia arrecadação paralela de impostos em CDE
Prefeito Miguel Prieto no momento da entrega da denúncia à Promotoria de Justiça de Ciudad del Este

O prefeito Miguel Prieto denunciou à Promotoria de Justiça, na manhã dessa quinta-feira (20), a existência de um suposto esquema de manipulação de dados que possibilitou a arrecadação paralela de impostos devidos à prefeitura de Ciudad del Este. A suspeita surgiu após uma auditoria no Centro de Processamento de Dados (CPD) da administração municipal.
De acordo com a denúncia, em apenas um mês, em cinco casos constatados, foram desviados mais de G$ 1,022 milhão (aproximadamente R$ 700 mil), destacou Édgar Medina, correspondente do Ultima Hora. O prefeito não precisou à imprensa por quanto tempo foi operado o esquema de arrecadação paralela de impostos municipais.
Na auditoria, foi identificado que o sistema tinha à frente da operação um ex-funcionário, que renunciou ao cargo no ano passado. Miguel Prieto informou, no entanto, que existem outras pessoas envolvidas nas supostas fraudes apresentadas à Procuradoria de Justiça do Ministério Público.
"Houve uma auditoria completa, pois não tínhamos dados, e hoje digo isso com propriedade também: os cientistas da computação estão muito ferrados, são especialistas em ocultar dados", disse o prefeito à imprensa. Prieto ressaltou que, assim que foram encontradas as evidências, foi pessoalmente levar ao Ministério Público.

Lista
A denúncia aponta cinco crimes: alteração de dados, acesso inadequado a sistemas de computadores, sabotagem de sistemas de computadores, produção imediata de documentos públicos de conteúdo e falsas cobranças, frisou o prefeito aos repórteres na chegada ao MP de Ciudad del Este.


Ronildo Pimentel
Foto: Édgar Medina/Ultima Hora

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas