Prefeito de Ciudad del Este afastou todos os agentes da Polícia de Trânsito


- Por: Reciel Rocha

Prefeito de Ciudad del Este afastou todos os agentes da Polícia de Trânsito
Aproximadamente 60 agentes atearam fogo em pneus no acesso a PMT em Ciudad del Este

A "falta de confiança" da população é o principal argumento do prefeito Miguel Prieto para afastar todo o quadro de servidores da Polícia Municipal de Trânsito (PMT) de Ciudad del Este, na fronteira de Paraguai e Brasil na região de Foz do Iguaçu. O desligamento, notificado na de quinta-feira (19), atinge aproximadamente 60 agentes. Em protesto, eles queimaram pneus no acesso à sede da corporação.
O diretor da PMT, Albert Espínoza, confirmou à imprensa do Paraguai que Prieto tomou a decisão devido à falta de "confiança" deles diante dos cidadãos. De acordo com ele, um grande percentual de agentes entrou na era Zacarias, em referência aos quase 20 anos de gestão dos ex-prefeitos Javier Zacarias Irún e depois sua esposa, Sandra McLeod, que renunciou no início do ano.
A medida foi tomada após várias denúncias sobre cobrança de propina dos guardas à motoristas que atravessam a fronteira com o Brasil. Sobre os agentes, de acordo com Espínoza, pesa ainda provas de que teriam participado de esquemas de corrupção em administrações anteriores.
O setor de Recursos Humanos do Município iniciou o processo de exoneração dos agentes municipais e aguarda a apresentação de novos funcionários, que já realizavam a capacitação para o trabalho.


Ronildo Pimentel / Foto: Divulgação



 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas