Precisa redobrar atenção ao calor e raios solares, alertam especialistas


- Por: Reciel Rocha

Precisa redobrar atenção ao calor e raios solares, alertam especialistas
Além de cuidados é preciso ficar atento para identificar o câncer de pele logo no início

O verão só começa oficialmente no dia 20 de dezembro, mas as altas temperaturas já se fazem presentes em Foz do Iguaçu. O excesso de exposição aos raios solares faz aumentar a possibilidade de desenvolver algum tipo de câncer de pele, afirmam especialistas. Para alertar a população, em 2016 foi instituído no Paraná o Dezembro Laranja, campanha que este ano tem como tema "Um sinal pode ser câncer de pele".
As altas temperaturas chegaram em Foz do Iguaçu junto com a primavera, a estação das flores. O calor no mês de outubro, por exemplo, superou as expectativas, segundo registros do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar). No período, a temperatura média ficou em 35,9 graus, com umidade relativa do ar em 39% e vento com rajadas de até 16 quilômetros por hora.
O mês de novembro chegou sem muitas novidades, com temperaturas próximo a 40 graus. O médico cardiologista Luis Javier Miranda Mc Nally, lembra que o organismo humano tem um regulador da temperatura que é a nossa pele. Tanto no calor quanto no frio, ela reage e nos ajuda a controlar o organismo. 
Geralmente, com temperaturas altas, a pressão das pessoas  tende a ser mais baixa, mas isso, de acordo com o médico, não chega a ser um problema. Em todos os casos, a principal indicação é a hidratação, para repor a água que perdemos, principalmente entre os idosos, que muitas vezes esquecem de tomar água e acabam sentindo tonturas e fraqueza. 

Ronildo Pimentel
Foto: Divulgação

 


 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas