Polícia reforça a segurança para evitar furtos e roubos durante a quarentena


- Por: Reciel Rocha

Polícia reforça a segurança para evitar furtos e roubos durante a quarentena
Policiais intensificaram os patrulhamentos nas áreas de maior risco, como região central e Vila Portes 

Um alerta sobre um possível arrastão no comércio de Foz do Iguaçu despertou a atenção de empresários e forças de segurança. Por conta da informação vinculada em redes sociais, às polícias Militar e Civil reforçaram os patrulhamentos preventivos, especialmente na região central e bairro Vila Portes, próximo a aduana da Ponte Internacional da Amizade. 

O objetivo da ação é evitar crimes de furtos e roubos em residências, lojas, bares e outros estabelecimentos. Por conta dos riscos de contaminação do coronavírus, a Prefeitura Municipal determinou, na última quinta-feira (19), o fechamento de todo o comércio local. O temor dos proprietários é que os criminosos se aproveitem do momento para realizar arrombamentos. 

Além da patrulha constante em horários distintos, as forças de segurança uniram forças para realizar operações a fim de garantir a tranquilidade dos moradores e o cumprimento das normas de segurança. 

Nesse fim de semana equipes das polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Ministério Público e Poder Judiciário realizaram uma operação integrada para preservar a ordem pública e a obediência das determinações sanitárias. Outras ações semelhantes ocorrerão nos próximos dias. 

Orientações
As forças de segurança orientam a população a obedecer às normas de prevenção ao coronavírus e respeitar a quarentena. O descumprimento das ordens pode resultar em multas e, inclusive, em prisão. 

Mesmo em casa, os moradores podem e devem colaborar com o trabalho da polícia através de denúncias. Informações sobre pessoas suspeitas, atos de vandalismo, furtos, roubos e quaisquer outros crimes podem ser repassadas através do 181 da Polícia Militar, 197 da Polícia Civil, ou 0800 648 0153 da Guarda Municipal. 


Da redação
Foto: arquivo GDia
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas