Polícia prende 10 pessoas por fraude em licitação em São Miguel do Iguaçu


- Por: Reciel Rocha

Polícia prende 10 pessoas por fraude em licitação em São Miguel do Iguaçu
Policiais também fizeram buscas na Câmara de Vereadores

O Núcleo de Combate à Corrupção da Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (13) mais uma operação contra fraude em licitações na Prefeitura de São Miguel do Iguaçu. Desta vez, foram descobertos superfaturamentos na compra de pedras e locação de equipamentos.
A operação, denominada W.O. (vencer sem precisar jogar, sistema muito usado no futebol), cumpriu 36 mandados de buscas e 10 de prisão, sendo uma preventiva e nove temporárias. Além dos 10 presos, foram apreendidas armas, munições e farta documentação.  
A delegada que coordenou a operação, Rita de Cássia Lira, concedeu uma entrevista coletiva e informou que o esquema teve início em 2013. Os contratos e empenhos durante sete anos somam R$ 19 milhões. Os dois últimos ainda estão em vigência.
Os mandados foram cumpridos em São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Santa Terezinha de Itaipu e Foz do Iguaçu. Os presos passam a responder pelos crimes de fraude em licitação, organização criminosa, lavagem de dinheiro e ocultação de bens.
“Chegou a informação de que a Prefeitura estaria comprando pedras por valores bem acima o mercado. Nós iniciamos uma investigação e analisamos contratos sociais e notas fiscais das empresas que venderam pedras para o município durante o período. Buscamos os pregões realizados e chegamos a conclusão de que havia fraude”, disse a delegada Rita de Cássia.
Laranjas

Adelino de Souza
Foto: Polícia Civil

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas