Parque Nacional do Iguaçu completa 81 anos com bons motivos a comemorar


- Por: Reciel Rocha

Parque Nacional do Iguaçu completa 81 anos com bons motivos a comemorar
Até turistas foram contemplados com um pedaço do bolo

Maior remanescente de Floresta Atlântica na região Sul do Brasil, o Parque Nacional do Iguaçu (PNI) comemorou nesta sexta-feira (10) o aniversário de 81 anos de criação. A unidade abrange uma área de 185 mil hectares que inclui as Cataratas do Iguaçu, uma das maiores quedas d'água do mundo e o maior atrativo turístico da região.
O parque também é a primeira unidade de conservação do País instituída como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A gestão é do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), vinculado ao Ministério do Meio Ambiente.
A festa ocorreu no auditório do Centro de Visitantes, com a presença do chefe do PNI, Ivan Baptiston, do chefe do Parque Nacional Iguazú, na Argentina, Sergio Acosta, e do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, entre outras autoridades. O diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, e o vice-prefeito de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato, também participaram da cerimônia.Para celebrar a data e os bons resultados na conservação da biodiversidade e na satisfação das pessoas que visitam o local, a direção do PNI organizou o corte de um bolo, com os funcionários do parque, no Centro de Visitantes.
Baptiston destacou que o parque conserva uma rica biodiversidade, um dos raros fragmentos de floresta do País em que ainda é possível encontrar vida selvagem. Ele citou espécies ameadas de extinção que vivem no local, como a onça-pintada e o jacaré-de-papo-amarelo.
O diretor do PNI também mencionou as parcerias com outras instituições, como a Itaipu Binacional, que coordena ações de preservação no entorno do reservatório. “Logo teremos hapias voando aqui”, afirmou, referindo-se ao programa de reprodução em cativeiro da espécie (Harpia harpyja) desenvolvido pela binacional.
Joaquim Silva e Luna salientou a integração de ambas as instituições, Itaipu e PNI, em projetos de preservação da biodiversidade regional. Lembrou ainda que a usina mantém mais de cem mil hectares de áreas protegidas no entorno do reservatório.

Da Redação com assessorias
Foto: Marcos Labanca, Christian Rizzi e Nilton Rolin 


Os 80 anos de existência oficial do PNI celebrados com um bolo de aniversário 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas