Parque das Aves oferece blocos de gelo com frutas para aves se refrescarem no calor


- Por: Reciel Rocha

Parque das Aves oferece blocos de gelo com frutas para aves se refrescarem no calor
Aves exploram a maneira de chegar à fruta no bloco de gelo  

Para ajudar a diminuir o calor de Foz do Iguaçu, comum nesta época do ano, a equipe da Divisão de Bem-Estar Animal do Parque das Aves oferece blocos de gelo com frutas para as aves se deliciarem e se refrescarem durante o verão. Os visitantes do atrativo terão a oportunidade de acompanhar as aves interagindo com esse enriquecimento ambiental nesta quarta-feira, 11, às 10h, no Viveiro das Araras.
Paloma Bosso, diretora técnica do Parque das Aves, explica que a ideia é ofertar os blocos de gelo nos dias mais quentes para que as aves experimentem diferentes sensações, texturas e sabores.  
"Oferecer os alimentos de formas diferentes das quais as aves estão acostumadas a receber as incentivam a explorarem o novo e cultiva uma de suas principais características: a curiosidade", diz a médica-veterinária Roberta Manacero, responsável pela Divisão de Bem-Estar Animal.
Além das frutas congeladas, que são incluídas na programação de enriquecimento ambiental oferecida às aves durante os meses mais quentes do ano, os animais também ganham água fresca, sombra e aspersores, um tipo de chuveirinho que umidifica o ar. Tudo para amenizar o calor de Foz do Iguaçu.

Enriquecimento ambiental
Muito importante para o bem-estar dos animais, o enriquecimento ambiental incentiva ainda seus comportamentos naturais, oferecendo estímulos físicos, nutricionais, cognitivos, sensoriais e/ou sociais. Por exemplo, o enriquecimento ambiental com os blocos de gelo pode ser considerado do tipo nutricional.
"No caso das frutas congeladas, além dos itens convencionais do cardápio das aves, como banana, mamão e uva, são oferecidos novos itens sazonais também congelados, e apresentamos outros não habituais, como guabiroba, jabuticaba, amora, melancia e uva passa, para que elas possam explorar sabores diferentes, além da textura do bloco de gelo. Assim há possibilidade de estimular mais de um sentido do corpo através de uma única atividade", complementa Roberta.

Da redação com assessoria

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas