Parceria permite atendimentos especializados para presas da Penitenciária Feminina de Foz


- Por: Reciel Rocha

Parceria permite atendimentos especializados para presas da Penitenciária Feminina de Foz
Dra Wilma Arze atende paciente na Penitenciária Feminina

Um convênio firmado entre o Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen), a Secretaria Municipal de Saúde e a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), tem permitido o atendimento de saúde especializado às presas da Penitenciária Feminina de Foz do Iguaçu Unidade de Progressão (PFF UP).
As consultas são periódicas e contemplam pelo menos 20 presas a cada dia de trabalho. Entre as ações desenvolvidas estão a realização de exames preventivos ao câncer e outras doenças, atendimentos ginecológicos, realização de testes rápidos e exames gerais.
A iniciativa denominada ‘Atendimento à Saúde da Mulher em Situação Prisional’ que hoje funciona como um projeto de extensão da universidade, foi desenvolvida pela professora e médica Wilma Nancy Campos Arze, preocupada com a humanização nos atendimentos de saúde dos futuros médicos.
“Quero que o olhar dos meus alunos se torne uniforme, ou seja, olhar a todos de forma igualitária, sem discriminar ninguém. Todos precisam ser tratados como pacientes para uma formação médica humanizada. Por isso, atender em uma unidade prisional, contribui para que os resultados do projeto sejam alcançados”, explica.

Da Redação  com assessorias

 Foto: Divulgação


 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas