Pandemia, Guerra e Crise da Indústria atrasam entrega de componentes para o Transporte Público


- Por: Redação 1

Pandemia, Guerra e Crise da Indústria atrasam entrega de componentes para o Transporte Público
VISAC solicitar um prazo de mais de 60 dias ao Foztrans para instalar o sistema de rastreamento, wifi e ar-condicionado em 100% dos veículos

A guerra na Ucrânia provocou atraso na entrega dos chips eletrônicos necessários para implantar o sistema de rastreamento em 100% da frota da Viação Santa Clara (VISAC), que começou a operar o transporte público de Foz do Iguaçu, no dia 13 de março, com 66 carros e hoje já está com uma frota de 88. Um aumento de 34%.
Esse motivo somada à volta dos casos de Coronavírus na China - que promoveu o lockdown e atrasou a entrega de ônibus -, obrigou a VISAC solicitar um prazo de mais de 60 dias ao Instituto de Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) para instalar o sistema de rastreamento, wifi e ar-condicionado em 100% dos veículos.
A VISAC assinou um contrato emergencial que previa um serviço com o uso de 66 carros, mas na primeira semana, devido à demanda da população, ampliou para 72. Hoje conta com uma frota de 88 ônibus e há previsão de chegar a 98 nas próximas semanas. 
Desse número de veículos, atualmente 66 carros previstos no contrato inicial contam com rastreadores e internet grátis para todos os passageiros. E 38 são equipados com ar-condicionado. Os demais estão aguardando a chegada dos equipamentos eletrônicos. 
Embora tenha implantado em quatros dias o sistema de bilhetagem eletrônica assim como, adquiridos mais veículos com ar-condicionado, esses fatores externos têm atrasado a ampliação repentina de todo o sistema. O pedido de prorrogação foi entregue ao Foztrans, no dia 11. 

Bilhetagem 
Mesmo diante das dificuldades, a VISAC implantou o sistema de bilhetagem eletrônica na primeira semana de operação. Atualmente, conta com uma base sólida de informações essenciais para o adequado planejamento do sistema de transporte, e que está apontando em algumas simulações de variação do tipo de frota. Com essas informações, a empresa está trabalhando para diversificar o tamanho de veículos e assim atender a demanda de passageiros que cresce a cada dia.

Da assessoria

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas