Moro apresenta projeto do Centro Integrado de Operações da Fronteira


- Por: Reciel Rocha

Moro apresenta projeto do Centro Integrado de Operações da Fronteira
Moro acompanhado por Silva e Luna  e convidados fizeram uma visita técnica às instalações da usina

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, apresentou, no final da tarde desta quarta-feira (6), no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), o projeto de implantação do Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), que será instalado nesse mesmo local, dentro da usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu. A inauguração está prevista para o próximo dia 13 de dezembro. 
A apresentação foi feita para os participantes da 50ª Reunião de Ministros da Justiça e 44ª Reunião de Ministros do Interior e Segurança do Mercosul e Estados Associados, que acontece na Itaipu nesta quarta e quinta-feira (6 e 7). Técnicos dos ministérios participam de reuniões preparatórias desde a última segunda-feira (4).
A reunião ocorre durante a presidência temporária do Brasil no bloco regional. Durante a tarde, Moro e o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, receberam as principais autoridades participantes do encontro e fizeram uma visita técnica às instalações da usina. 
O ministro agradeceu à Itaipu pela parceria na realização do evento e na concretização do CIOF. “Não teria melhor lugar para realizar esse encontro. Esta é uma das fronteiras mais emblemáticas do Brasil e é um lugar em que a integração em termos de segurança pública sempre funcionou muito bem. Daí a escolha do local para abrigar esse centro integrado.”
Durante as boas-vindas, o general Silva e Luna destacou a importância estratégica de Itaipu para o Brasil e o Paraguai e ressaltou que a segurança é um tema de suma importância para a empresa. “É um assunto que nos aproxima”, assegurou o diretor-geral brasileiro.
O Centro
A proposta do Centro, inspirado no modelo norte-americano conhecido como Fusion Center, é integrar dados e informações das diversas forças de segurança e inteligência que atuam na região de fronteira, tanto da esfera federal como estadual. O objetivo é promover, diuturnamente, a coleta, análise, produção de conhecimento e divulgação de informações relevantes, que possam contribuir com o combate ao crime.

Imprensa de Itaipu
Fotos: Sara Cheida/Itaipu

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas