Manifestantes voltam a fechar a Ponte Internacional da Amizade


- Por: Reciel Rocha

Manifestantes voltam a fechar a Ponte  Internacional da Amizade

A semana começou com novos protestos em Ciudad del Este e fechamento da Ponte Internacional da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, na região de Foz do Iguaçu. O protesto, convocado no final de semana, envolveu policiais aposentados e parentes dos agentes da ativa. Eles pedem a saída do ministro do Interior, Juan Ernesto Villamayor, e são contra uma medida do governo federal de dar poder de polícia às Forças Armadas.
A segunda-feira (16) teve protestos em várias regiões do Paraguai em faixa de fronteira com Brasil e Argentina, especialmente na capital Assunção. Durante o movimento, o trânsito de veículos na Ponte da Amizade era interrompido em períodos alternados. O ato extremo foi anunciado pelo presidente da Associação de Polícias de Alto Paraná, o suboficial aposentado Fermín de Leon.
De acordo com Leon, a "cidadania honesta e que ama a República" não pode permitir a volta do país ao passado, "à ditadura". Ele afirma que a medida de utilizar as Forças Armadas no combate ao crime organizado tornaria a polícia um apêndice do Exército e "ferramenta dos políticos".

Ronildo Pimentel /Foto: Vanguardia

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas