Mais de oito mil iguaçuenses deixaram a declaração do IRPF para a última hora


- Por: Redação 1

Mais de oito mil iguaçuenses deixaram a declaração do IRPF para a última hora

Termina hoje (30) o prazo para o envio da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2020. Em Foz do Iguaçu aproximadamente 8,7 mil pessoas deixaram a prestação de contas para as últimas horas. De acordo com a Receita Federal até a meia-noite de domingo (28), 45.193 iguaçuenses haviam entregado o formulário. A expectativa para este ano é de 53.971 declarações.
No Paraná o Fisco contabilizou até as 15h45 de ontem (29) um total de 1.788.005 declarações entregues. O volume corresponde a 86% do total de 2.070.000 esperadas. Em todo o país quase cinco milhões de contribuintes ainda não declararam o Imposto de Renda. 
Até as 15h de ontem, 27.366.386 declarações do IRPF 2020 foram recebidas pelos sistemas da RFB no Brasil, algo em torno de 84% de um total de 32 milhões que o órgão espera receber neste ano. 

A Receita recomenda que o contribuinte não deixe de entregar a declaração. Mesmo que esteja em dúvida se os dados estão corretos ou se falta algum documento, é recomendável cumprir o prazo e fazer as correções necessárias posteriormente. O Fisco estipula um pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido para quem deixar de entregar até a data final.
O contribuinte que precisa fazer o ajuste da declaração tem até cinco anos para retificar, desde que a declaração não esteja sob procedimento de fiscalização. Só não é possível trocar a forma de tributação. Uma declaração utilizando o desconto simplificado, por exemplo, não pode ser substituída por uma que utilize deduções legais.

“Para indicar que se trata se de uma declaração retificadora, deve-se responder 'Declaração Retificadora' à pergunta 'Que tipo de declaração você deseja fazer?' e informar o número do recibo da declaração a ser retificada”, informou a Receita Federal.

Como fazer a declaração
Para fazer a declaração é preciso baixar o programa da Receita Federal. O software é gratuito e compatível com computadores equipados com os principais sistemas operacionais: Windows, Linux, IOs e Solaris. Entretanto, é indispensável que o computador esteja equipado com máquina virtual Java (JVM), versão 1.8 ou superior. O download do programa do Imposto de Renda deve ser feito diretamente pelo site da Receita Federal.

Da redação 
Foto: divulgação 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas