Mais de 72,8 mil visitaram Foz do Iguaçu em 3 feriados prolongados


- Por: Redação 1

Mais de 72,8 mil visitaram Foz do Iguaçu em 3 feriados prolongados
Feriado prolongado de Corpus Christi garantiu movimento acima da expectativa nos atrativos turísticos de Foz do Iguaçu

Em três feriados (Tiradentes, Páscoa e Corpus Christi) foram 72.869 visitantes. Se somar os dias mães (Brasil e Paraguai), o aniversário da cidade e o dia dos padres (Argentina), a visitação e ocupação superam todas as expectativas. "A sequência de feriados de abril e junho mostrou, de forma extraordinária, uma visitação e ocupação acima das médias esperados e próximas ao período pré-pandêmico", lembra o prefeito Chico Brasileiro (PSD).

Principal termômetro do turismo da região, o Parque Iguaçu confirmou a tendência de alta e superou a projeção inicial para o feriado. No período, o atrativo compartilhado na fronteira da Argentina recebeu 25.466 visitantes com direito a vazão d’água especial, com milhões de litros acima da média. A visitação representa 80% de 2019, antes da pandemia e com feriado prolongado de quatro dias, com 31.572 pessoas. Nos primeiros cinco meses de 2022, a visitação no parque registrou 468.796 pessoas. 
Comparando com o ano de 2020, período com restrições da pandemia, o Corpus Christi também foi celebrado em uma quinta-feira, proporcionando feriadão prolongado de quatro dias. Porém, em razão das limitações no turismo, o Parque Nacional teve somente 1.433 visitas na época.
Este ano, o dia de maior movimento no feriadão foi sábado (18), quando 10.120 turistas foram ao atrativo. Do total geral de visitantes, os brasileiros continuam sendo maioria - 67% do movimento. Os estados líderes são Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul, Ceará e Rio Grande do Norte.

Emoção
Ana Kobayashi foi com a filha conhecer o maior conjunto de quedas d’água do mundo. “Era um desejo muito grande conhecer as Cataratas do Iguaçu. Conseguimos nos programar para este feriado e deu tudo certo. Está sendo incrível. Um prazer enorme ver esse show da natureza”, disse, emocionada, a visitante de São José (SC).
Para Francisca Alves, moradora de São Paulo, era um sonho viver dias de contemplação no Parque Nacional do Iguaçu e caminhar pelas trilhas, admirando o conjunto de quedas. “Nunca imaginei que seria tão bonito. Bem mais lindo que nas fotos. Já quero voltar mais vezes e trazer toda a família.”

Itaipu
A Itaipu Binacional recebeu nos quatro dias do feriado prolongado, 7.654 visitantes, a maioria brasileiros. O Indicator também aponta para a presença de estrangeiros da Argentina, Paraguai, Uruguai, Alemanha, Estados Unidos, entre outros.
A vista panorâmica da barragem da usina registrou a maior procura dos visitantes, com cerca de 5,5 mil ingressos. O complexo inclui ainda as opções de visita técnica dentro da barragem, o Refúgio Bela Vista e a iluminação da barragem, feita a noite.
A boa movimentação de turistas também garantiu a ocupação da rede hoteleira de Foz do Iguaçu, que é formada por 30 mil leitos em 180 estabelecimentos. Na última semana, uma projeção feita pela Secretaria de Turismo indicava uma ocupação média superior a 70%, com picos de 92% para algumas categorias.
O Aeroporto Internacional recebeu, nos quatro dias do feriado, aproximadamente 19 mil passageiros entre embarque e desembarque. A projeção, divulgada pela concessionária da estrutura, indicou um aumento superior a 183% no comparativo do mesmo feriado em 2021, quando 6,6 mil passageiros passaram pelo terminal.

Exterior
A movimentação de turistas em Foz do Iguaçu refletiu no comércio de Ciudad del Este (Paraguai) e Puerto Iguazú (Argentina). De acordo com a imprensa paraguaia, milhares de pessoas cruzaram a fronteira para ir as compras no centro comercial, em busca de produtos eletrônicos de última geração, perfumes e bebidas de qualidade.
A movimentação foi semelhante aos feriados prolongados de Páscoa e Tiradentes, relatou o Última Hora. "Muitos clientes chegaram entre sexta e sábado. Trabalhamos pela internet e a maioria já veio para levar diretamente o produto já reservado", contou o vendedor Jorge Benítez.
Os turistas de Foz do Iguaçu, que optaram por conhecer a vizinha Puerto Iguazú, enfrentaram longas filas até passar pela imigração da aduana Argentina. De acordo com a Rádio Cultura, alguns esperaram até quatro horas na sexta-feira, para conhecer a Feirinha, comprar vinhos e degustar a culinária do país vizinho.

No sábado, a fila chegava à dois quilômetros, impulsionada pelos feriados de Corpus Christi, no Brasil e de Martín Miguel de Güemes, na Argentina. O presidente da Associação de Hotelaria e Gastronomia de Puerto Iguazú (AHGAI), Diego Bruno, disse que a demora para entrar na Argentina faz com que o setor perca turistas.

Da Redação

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas