Mais de 700 mil pessoas impactam o atendimento na saúde de Foz


- Por: Redação 1

Mais de 700 mil pessoas impactam o atendimento na saúde de Foz
A superlotação dos leitos de UTI no hospital municipal preocupa os especialistas

A situação não é nova, mas se revela atormentante nesta pandemia. O Hospital Municipal Padre Germano Lauck, unidade pública de saúde no extremo oeste referência no tratamento da covid, não atende somente a população de Foz do Iguaçu estimada em 250 mil habitantes, mas também os moradores das outras oito cidades da 9º regional de saúde e os brasileiros e até paraguaios que moram do outro lado da fronteira.
Com um o recrudescimento da doença, o hospital se tornou uma das poucas opções para uma população estimada em 705 mil pessoas, os 250 mil moradores de Foz, os 115 mil residentes em Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Missal, Ramilândia, Serranópolis do Iguaçu e Itaipulândia; e mais 300 mil brasileiros e até paraguaios que moram num raio de 120 quilômetros da fronteira no país vizinho.
Não há estrutura humana, material e financeira para suportar tamanha demanda, embora reconhecida pelos governos dos dois países, mas pouco se faz para dar condições de atendimento neste sentido, levando o sistema municipal de saúde à beira de um colapso, apesar de todos os investimentos municipais. 

Superlotação - A prefeitura investiu entre material, insumos e recursos humanos mais de R$ 32 milhões: em obras, R$ 5 milhões, e em equipamentos - R$ 6 milhões. Foz do Iguaçu conta hoje com 52 leitos de enfermaria e outros 50 leitos de UTI exclusivos para casos de covid, algo que pode ser usado mesmo após a pandemia. A cidade tinha 20 leitos de UTI, hoje tem 95, nos hospitais municipal e no Costa Cavalcanti.  
A superlotação dos leitos de UTI no hospital municipal deve obrigar a instalação de um controle sanitário na fronteira de Foz do Iguaçu com Ciudad del Este. Desde que a Ponte da Amizade foi reaberta no final de setembro, a Secretaria de Saúde registra um aumento de 40% de casos de covid.

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirmou 55 casos de covid somente neste domingo, 21, totalizando 24.712 casos da doença. Deste total, 23.748 pessoas já estão recuperadas. A regional de saúde informava ainda na sexta-feira, 19, que haviam 72 pacientes nas nove cidades do extremo oeste esperando vagas em leitos-covid. 


Da redação / Foto: Roger Meireles
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas