Itaipu eleva em três metros nível do Paranazão


- Por: Redação 1

Itaipu eleva em três metros nível do Paranazão
Vertedouro foi acionado nove vezes para atingir a defluência de 8.500 m³/s em média por dia

A usina hidrelétrica de Itaipu concluiu, na última sexta-feira (29), uma operação especial de defluência para aumentar o nível do Rio Paraná, a jusante da barragem. A operação, que teve o envolvimento de Eletrobras e ONS, no Brasil, e Ande, no Paraguai, elevou em quase três metros o nível do rio, permitindo a movimentação total de 170 barcaças paraguaias carregadas de soja, que estavam retidas devido à estiagem do Rio Paraná, e agora seguem para os portos argentinos e uruguaios.

Para atender à meta diária de defluência média de 8.500 m³/s de água, no período entre 18 e 29 de maio, além de aumentar a produção, foi necessário abrir o vertedouro da Itaipu em nove ocasiões. O vertimento, no entanto, ficou 19% abaixo do que havia sido previsto, economizando a matéria-prima da usina. Para se ter uma ideia, esta quantidade de água que não foi vertida ficará armazenada no reservatório e, quando for utilizada, poderá gerar energia suficiente para abastecer uma cidade do porte de Curitiba por três dias.

O vertimento menor teve dois motivos. Um deles foi o aumento da produção de energia, que subiu do patamar de 170 mil MWh diários na semana anterior à operação especial para 210 mil MWh no período da operação. No acumulado desses 12 dias, Itaipu produziu 2.484.407 MWh, sendo 82% destinado ao Brasil e 18% ao Paraguai. O outro motivo para menor vertimento foram as chuvas, especialmente entre os dias 22 e 24 de maio, na bacia do Rio Iguaçu, que contribuíram para elevar o nível do Rio Paraná e diminuir a necessidade de defluência por parte da usina.

Imprensa de Itaipu
Foto: Rubens Fraulini

 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas