Guarda Mirim de Foz completa 43 anos em época de pandemia


- Por: Redação 1

Guarda Mirim de Foz completa 43 anos em época de pandemia
Guarda Mirim de Foz do Iguaçu completou 43 anos sem atividades presenciais devido a pandemia do novo Coronavírus

A Guarda Mirim de Foz do Iguaçu completou, neste domingo (26), 43 anos de fundação como uma referência em capacitação e encaminhamento de jovens ao primeiro emprego. A instituição, que nasceu de um projeto social encampado pela ex-primeira-dama Lea Leoni Viana no final da década de 1970, já atendeu mais de 30 mil adolescentes de 14 a 18 anos.

"Este ano não tivemos festa para que nos próximos estejamos juntos comemorando!", diz a Guarda Mirim, em seu perfil no Facebook. A instituição mantém em seus quadros, instrutores qualificados e profissionais como psicólogos e assistentes sociais, entre outros, que ajudam a monitorar os jovens assistidos.

O presidente, Hélio Cândido do Carmo, também usou as redes sociais para lembrar o aniversário da Guarda Mirim, o primeiro em uma época de pandemia. "No mês do seu aniversário em situação de normalidade, estaríamos comemorando esta data especial com campeonato interno, almoço com os empresários parceiros da aprendizagem, autoridades e personalidades que em muito contribuíram para o desenvolvimento social da organização", disse.

"Estamos em isolamento social, mas ela (a Guarda Mirim) está lá 'firmada em uma rocha' com a força motora o coração e o cérebro, trabalhando, reinventando, cheios de esperança de que em breve tudo isso vai passar", disse Hélio do Carmo. Ele lembra que, muitos dos jovens que passaram pela instituição, hoje são pessoas formadas e servem de inspiração à nova geração.


Ronildo Pimentel

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas