Gaeco descobre novas licitações fraudulentas em Santa Terezinha


- Por: Redação 1

Gaeco descobre novas licitações fraudulentas em Santa Terezinha
Segundo o Gaeco, as fraudes eram realizadas dentro da Prefeitura

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) precisou agir novamente em Santa Terezinha de Itaipu para desmantelar um suposto esquema de corrupção na Secretaria do Meio Ambiente da cidade.

Na manhã desta quarta (28), o Gaeco cumpriu nove mandados de busca e apreensão, na operação denominada “Privilégio”. De acordo com as investigações, o secretário do Meio Ambiente, Paulo Sérgio Ruppenthal chefiava um esquema para facilitar e dirigir licitações para empresas de amigos e parentes.

As ordens judiciais foram cumpridas em Santa Terezinha de Itaipu, Missal e Capitão Leônidas Marques. As fraudes eram realizadas dentro da Prefeitura e as empresas beneficiadas em de Missal e Capitão.

De acordo com o Gaeco, as investigações tiveram início há um ano, após uma denúncia anônima sobre a compra de pneus superfaturados de uma empresa de Missal para serem utilizados nas atividades da secretaria.  

Com o desenrolar da investigação, foram encontrados indícios de que outras empresas, utilizando-se do mesmo modus operandi, também estariam sendo beneficiadas, em prejuízo ao caráter competitivo dos certames.
O promotor Carlos Mendonça, coordenador o Gaeco de Foz do Iguaçu, disse que os processos licitatórios fraudulentos foram realizados entre os anos de 2017 e 2020. Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Criminal da Comarca de Foz do Iguaçu.

Durante as buscas realizadas nesta quarta, foram apreendidos um revólver, R$ 5 mil em dinheiro, documentos, computadores e celulares. As investigações irão prosseguir. Outras pessoas da administração podem estar envolvidas.

Da redação com assessoria
Foto: Oops Notícias Foz

 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas