MP pede "lockdown” nas regiões mais afetadas por Covid-19 no PR


- Por: Redação 1

MP pede
Décima vítima da Covid-19 em Foz do Iguaçu é um senhor de 81 anos que estava internado desde o dia 12 no Hospital Municipal

A Vigilância Epidemiológica confirmou, nesta segunda-feira (29), o décimo óbito provocado pela Covid-19 em Foz do Iguaçu. A cidade vem registrando altas consecutivas de novos casos confirmados da infecção provocada pelo novo Coronavírus. O Ministério Público Estadual (MP-PR) pediu ao Governo do Estado o "lockdown" (bloqueio total) nas macrorregiões Leste e Oeste do Paraná.

Foz do Iguaçu teve confirmados ontem, mais 61 moradores infectados pela Covid-19. Com isto, a cidade chegou a 815 pessoas atingidas pela doença, que já matou mais de 57 mil em todo país. Do total de casos, 401 já estão recuperados e não apresentam sintomas, 376 estão com sintomas leves e em isolamento domiciliar e 28 internadas.

O município já registrou, às 05h45 da madrugada desta segunda, o 10º óbito em decorrência de Covid-19. Trata-se de um senhor com 81 anos de idade, que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da ala Covid do Hospital Municipal Padre Germano Lauck desde o dia 12 de junho. 

O paciente deu entrada via Samu, já em estado grave. Ele apresentava fraqueza, febre, falta de ar e não conseguia se locomover.  O exame RT-PCR coletado pelo hospital atestou positivo para a Covid-19. O idoso era hipertenso, portador de doença pulmonar obstrutiva crônica e fazia uso de oxigenoterapia domiciliar, que o auxiliava no quadro respiratório.  

O Hospital Municipal informa que seguiu todo o protocolo de manejo do corpo, conforme determina o Ministério da Saúde. Os velórios e funerais de pacientes confirmados/suspeitos da COVID-19 não são recomendados devido à aglomeração de pessoas em ambientes fechados. Nesse caso, o risco de transmissão também está associado ao contato entre familiares e amigos. 

"Lockdown"
No final da manhã de ontem, o MP-PR ajuizou ação contra o governo estadual pedindo que a Justiça determine 'lockdown', com paralisação completa das atividades não essenciais, por 15 dias no Paraná. "Senão em todas as regiões do Estado do Paraná, ao menos em suas macrorregiões Leste e Oeste", recomendou o órgão.
A justificativa é a situação da pandemia de coronavírus no estado, classificada como "gravíssima" pelos quatro promotores de Saúde Pública que assinam conjuntamente a ação: Marcelo Maggio, Angelo Santana Ferreira, Michele Nader, e Susana de Lacerda. Eles representam, respectivamente, as regiões Leste, Oeste, Noroeste e Norte do Paraná. 

Ronildo Pimentel 
Foto: Roger Meireles

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas