“Foz do Iguaçu não para, mas prioridade é combater a covid”, diz Chico Brasileiro


- Por: Redação 1

“Foz do Iguaçu não para, mas prioridade é combater a covid”, diz Chico Brasileiro

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) completou neste sábado, 1º de maio, quatro anos de governo e está praticamente a um ano e meio com as reveses da pandemia do coronavírus. Nota-se que Brasileiro assumiu seu primeiro mandato na mesma data em maio de 2017. "Todos nós estamos sofrendo com a pandemia, mas espero que o segundo semestre deste ano, a covid deve diminuir, se não tiver nenhum sobressalto, e teremos ainda seis meses de muito cuidado, com alerta de manter todos os cuidados sanitários que vão desde a higiene das mãos até o uso das máscaras e continuar evitando as aglomerações", disse Chico Brasileiro nesta entrevista exclusiva ao GDia.
Chico Brasileiro espera que a vacinação se intensifique nos próximos meses com a remessa de mais imunizantes pelo Ministério da Saúde. "Apesar de ainda não haver uma regularidade, todos nós, gestores municipais, esperamos receber as vacinas com maior frequência e partir para os grupos prioritários como estabelece o plano nacional de imunização".
Mesmo com a pandemia, segundo Chico Brasileiro, Foz do Iguaçu não para e do lado do poder público "há um conjunto de obras" que além de mudar o cenário urbano da cidade, a população já está recebendo equipamentos de qualidade e o melhor, "as obras estão criando empregos, estimados em até cinco mil vagas". 
Leia a seguir os principais trechos da entrevista

GDia - O senhor determinou aos secretários que preparem já planos de ação para a retomada da economia e das atividades comuns, normais da cidade?
Chico Brasileiro
- Temos que retomar as atividades em diversas áreas como turismo, meio ambiente, habitação, cultura e assim por diante. Aliás, vamos lançar um plano de habitação com incentivos da prefeitura. Os projetos serão unificados num plano municipal de retomada voltado à criação de empregos e apoio ao setor produtivo, ao comércio e ao setor de serviços".

GDia - O combate à covid continua como principal foco?
Chico Brasileiro -
É a nossa principal prioridade. Vamos vencer essa guerra, vacinando toda a população. Com esforço e empenho de todos os profissionais de saúde, os números de casos e óbitos já estão caindo. As estatísticas mostram, por exemplo, a queda acentuada da doença entre os idosos. A saúde terá uma atuação muito forte no próximo um ano e meio ou dois, para tratar das sequelas da covid - teremos um plano para isso - e para retomada de outros serviços como os mutirões das cirurgias eletivas.

GDia - O que a doença nos ensinou?
Chico Brasileiro -
Muitos hábitos, como a higiene das mãos, vieram para ficar e isso é muito bom. Por exemplo, vamos ver as pessoas usando máscara em casos de gripe como já acontece no Japão. Por outro lado, agora temos uma estrutura municipal mais robusta, no hospital Padre Germano Lauck e nas unidades de saúde, para melhorar o atendimento da saúde da população. Ainda quero destacar dois pontos: os valorosos e imprescindíveis  pesquisadores, profissionais de saúde e o SUS, embora desconhecido por alguns, se mostrou de extrema importância e fundamental no combate à pandemia.

GDia - O governador Ratinho Junior virá a Foz, anunciar obras e pacote de auxílio ao turismo?
Chico Brasileiro
- A agenda do governador ainda não está fechada, definida. Ele virá a Foz lançar o pacote de crédito às empresas de turismo, nos moldes do Foz Juro Zero, mas que será mais abrangente, para alcançar um número maior de empresas e profissionais de turismo e também dos valores a serem financiados. Esperamos ainda o anúncio das obras do viaduto do CTG Charrua, já conversamos com os técnicos da Secretaria de Infraestrutura. O governador Ratinho Junior gosta de Foz do Iguaçu e é um grande amigo da cidade.

GDia - Existe algum outro projeto para o turismo?
Chico Brasileiro -
O turismo, principal segmento da nossa economia, deve se intensificar no segundo semestre, acredito em um movimento maior nas férias e nas datas de final de ano. Vamos ter uma forte campanha que, a primeiro momento, será para os centros urbanos e estados mais próximos e no segundo momento, uma campanha internacional de divulgação do destino, assim que os turistas da Europa, EUA, América Latina puderem nos visitar. Vale lembrar que Foz vem aumentando seus atrativos turísticos e vai se tornar um centro internacional de compras com as lojas duty free, livre de taxas, que já estão se instalando na cidade.


Investimentos em Foz podem chegar a R$ 4 bilhões
GDia
- O senhor tem falado que mesmo com a pandemia, a cidade não parou com os investimentos.
Chico Brasileiro - Isso é muito importante. Os investimentos nas obras federais, em parceria com a Itaipu Binacional, estaduais e municipais, é um montante muito considerável, algo que pode chegar a R$ 4 bilhões. A cidade vive um bom momento imobiliário, com a perspectiva de R$ 1,5 bilhão, conforme adianta o Secovi. As obras custeadas por Itaipu chegam a R$ 2 bilhões, R$ 2,5 bilhões e só neste ano neste ano, a prefeitura está investindo perto de R$ 90 milhões em 44 obras e vamos contratar junto à Caixa Econômica Federal mais R$ 60 milhões para outro pacote de obras.  São valores que mostram que a cidade não para, o setor produtivo não para e o governo, nos três campos, não para de trabalhar. Foz é uma das poucas cidades brasileiras que tem esse grande valor em investimentos. Isso, como já falei, significa frentes de trabalho com mais de quatro mil vagas, fora os empregos indiretos e esse número deve triplicar.


GDia - A prefeitura vai reeditar o Refis, de parcelamento dos débitos de impostos municipais?
Chico Brasileiro
- Vamos sim. Essa é uma proposta do presidente da Câmara Municipal, vereador Ney Patrício, ex-secretário da Fazenda do município. O Ney conhece muito bem essa área e estamos atendendo uma demanda de grande parte dos moradores da cidade. Não fizemos o Refis em 2020 por se tratar de um ano eleitoral e estávamos impedidos, por força de lei, de fazê-lo. Aproveito para destacar e agradecer o trabalho dos vereadores que têm apoiado os projetos importantes para Foz do Iguaçu. Estão fazendo um excelente trabalho.


Da redação

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas