Foz do Iguaçu dará suporte médico na BR-277, com o fim do pedágio


- Por: Redação 1

Foz do Iguaçu dará suporte médico na BR-277, com o fim do pedágio
Foz do Iguaçu vai assumir atendimento de saúde da BR-277, após fim do pedágio

Foz do Iguaçu ficará responsável pelo suporte médico na BR-277, na área de abrangência da 9ª Regional de Saúde, após a retirada da concessionária de pedágio, cujo contrato termina nesta sexta-feira (26). A informação é da secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo. De acordo com ela, o atendimento será feito pelo Samu e Siate, com apoio da saúde de Medianeira.
“O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Foz do Iguaçu e Medianeira serão a referência para essa região", disse a secretária. Foz do Iguaçu vai disponibilizar uma USB (Unidade de Suporte Básico) para receber os pacientes. O Governo do Estado, de acordo com Rosa Jerônymo, vai repassar R$ 50 mil para a execução do serviço.
Os contratos do pedágio rodoviário no Paraná terminam esta semana e, a partir do sábado (27), as cancelas das praças de pedágio serão abertas. O Governo do Estado vai assumir o trabalho de assistência médica, em caso de acidente, apoio aos condutores, além de limpeza e conservação das vias, até então responsabilidade das concessionárias.
À Rádio Cultura, a secretária informou que a coordenadora do Samu, Ana Paula, e o prefeito Chico Brasileiro (PSD) estiveram em Curitiba no início do mês. Na capital, participaram de reunião com a Secretaria Estadual de Saúde e com o Gabinete do Governo. 

Encaminhamento
No encontro ficou acertado que o estado vai repassar R$ 50 mil. "E vamos ter uma USB do Samu para atender as necessidades da rota", ressaltou. Caso o atendimento tenha gastos superiores ao valor repassado, a responsabilidade fica para o município. 
O Hospital Municipal, afirma Rosa Jerônymo, já era a referência de atendimento e será mantido. O município já está contratando os profissionais para fazer o atendimento.
“A Ana Paula já organizou tudo, agora estamos buscando os profissionais, porque com uma nova unidade tem que ter motorista, auxiliar de enfermagem, ou seja, uma nova equipe", disse a secretária. Que completou: "Já estamos organizando, pois começa semana que vem".

Da Redação / Foto: arquivo
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas