Foz deve ultrapassar hoje a marca de  dois mil novos casos de covid-19 em 2022


- Por: Redação 2

Foz deve ultrapassar hoje a marca de  dois mil novos casos de covid-19 em 2022
Até a tarde de ontem (12) a cidade já contabilizava 1,9 mil infecções; Saúde orienta isolamento mínimo de sete dias para pacientes assintomáticos (Foto: Foto: divulgação )

Foz do Iguaçu deve ultrapassar nesta quinta-feira (13) a marca de dois mil novos casos de covid-19 em 2022. No total, são 47.725 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 45.254 pessoas já estão recuperadas. A cidade já registrou 1.166 mortes por covid-19  desde março de 2020.
As equipes de Saúde estão em alerta máximo e já adotaram diversas medidas de reforço contra a doença. A orientação no momento é para que as pessoas colaborem com o uso de máscara e higienização das mãos com álcool em gel, e não deixem de tomar todas as doses das vacinas disponíveis. 
Até a tarde de ontem (12) a cidade já contabilizava 1.942 infecções pelo coronavírus. O último boletim divulgado mostra que no momento há 1.294 pessoas em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves; e 11 pessoas estão internadas com sintomas moderados. Neste um óbito foi registrado até o momento. A vítima, de 36 anos, não havia tomado nenhuma dose dos imunizantes. 
A idade dos infectados segue bastante variada e circula entre 7 meses e 90 anos. A média móvel de casos atualmente é de 266,29 em intervalo de 24 horas. O número sofreu um aumento de quase 800% quando comparado aos últimos 14 dias. Dos 40 leitos de UTI existentes em Foz, 12 estão em utilização, o que representa uma ocupação de 30%. Em contrapartida, na enfermaria há 32 pessoas em tratamento, para 25 leitos existentes. A ocupação é de 128%. 
A única forma de frear o avanço do coronavírus é respeitar as regras sanitárias, cumprir o esquema vacinal e, em caso de contágio, seguir ar ordens médicas. A Secretaria de Estado da Saúde orienta que pessoas assintomáticas permaneçam em isolamento por pelo menos sete dias. Pacientes com sintomas leves da doença devem manter o isolamento pelo período de dez dias. Já pessoas com quadro de moderado à grave devem cumprir isolamento de no mínimo 20 dias. 
Os prazos passam a contar a partir da confirmação da doença por meio de um teste PCR (padrão ouro) ou antígeno. No momento não há previsão de medidas restritivas severas, mas há um apelo das autoridades de Saúde para que a população reforce os cuidados a fim de evitar uma nova superlotação nos hospitais. "Todas as medidas estão no nosso radar, mas neste momento qualquer tipo de aglomeração fora do comum deve ser evitada”, lembra o secretário estadual de Saúde, Beto Preto. 
Ômicron
Nessa quarta-feira (12), a Secretaria de Saúde confirmou o primeiro caso da variante Ômicron no Paraná. Trata-se de um homem de 24 anos, morador de Curitiba, que apresentou os primeiros sintomas no dia 14 de dezembro de 2021, e teve o caso confirmado no dia 18. Segundo o Ministério da Saúde, 392 casos da variante Ômicron foram confirmados até a última segunda-feira (10) no Brasil, com uma morte. O País tem, até o momento, 708 casos em investigação.
Vacinação em crianças
No próximo sábado (15) os trabalhadores das 29 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) passarão por uma capacitação on-line sobre a vacinação contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. A formação é promovida pela Secretaria Municipal da Saúde, através do Programa Municipal de Imunização (PMI).
O imunizante escolhido para vacinar as crianças e o da Pfizer. Entretanto, o procedimento será diferente do realizado em adultos e adolescentes. Há normativas específicas para a dosagem, diluição e intervalo de aplicação, que no Brasil será de oito semanas entre a primeira e segunda dose. 
Em Foz a previsão é vacinar 26.218 crianças de 5 a 11 anos. A expectativa é que os primeiros imunizantes cheguem ao Brasil nesta quinta-feira (13) e sejam repassados pelo Ministério da Saúde ao Estado a partir do dia 17 de janeiro. 
Programa domiciliar
Iguaçuenses positivados para a covid-19 têm a possibilidade de receber atendimento médico em casa, com cuidados especializados. Através do Programa de Atendimento Domiciliar Covid, 256 pessoas receberam a visita da equipe médica na primeira semana de janeiro (03 a 07). 
Os pacientes são acompanhados por uma equipe composta por quatro médicos, uma enfermeira, uma fisioterapeuta e duas técnicas de enfermagem, que fazem a aferição de temperatura, testes de glicemia, oximetria, frequência cardíaca respiratória e exercícios respiratórios. Alguns pacientes podem também receber as medicações, indicadas conforme o quadro de saúde. 
Para receber atendimento da equipe domiciliar, o morador deve entrar em contato pelo Plantão Coronavírus via telefone: 0800-6455655 ou 3521- para agendar o teste da covid. Caso o resultado seja positivo, a equipe entra em contato com o cidadão e agenda a visita. 

Da redação 
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas