Feliz e honrado


- Por: Redação 1

Feliz e honrado

“Fico feliz e honrado pelas palavras do presidente. É vital que lutemos pelas nossas liberdades e garantias constitucionais. É assim que faremos do Brasil a grande nação que todos esperam. É o meu desafio de vida” - do deputado federal, Paulo Martins (PL), ao ser escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) como seu candidato ao Senado. “O meu candidato aqui é o Paulo Eduardo Martins”, disse Bolsonaro em visita a Maringá. 

Já ura
A escolha de Bolsonaro complica as candidaturas de Guto Silva (PP), Aline Sleutjes (Pros) e Álvaro Dias (Podemos) - que condiciona o apoio à reeleição de Ratinho Junior (PSD) à sua candidatura ao Senado. Guto Silva teria encaminhado o apoio de sua base à outros candidatos e cogitaria não entrar na disputa à Assembleia Legislativa e Câmara do Deputados. Aline Sleutjes deve sair para reeleição ao legislativo federal.

Olha, que eu vou
Álvaro Dias disse novamente que pode disputar a eleição majoritária. "Hoje, o partido está analisando se tem candidato próprio à presidência e o meu nome é o sugerido pela direção nacional. Em relação ao Paraná, as definições ocorrerão mesmo no período que antecede as convenções. Antes de julho, é especulação, balão de ensaio. O jogo mesmo será jogado no período de convenções”, disse ao jornalista Roger Pereira na Gazeta do Povo. 

Lados
Sobre as negociações com Ratinho Junior, Alvaro Dias resumiu: "Não houve mais nenhuma iniciativa de conversa. Estamos calmos, tranquilos, ele do lado de lá e eu do lado de cá". 

Rejeitado
A Câmara Municipal rejeitou o pedido de cassação da vereadora Protetora Carol Dedonatti (PP). Foram 10 votos contrários a representação e três votos favoráveis. Votaram contra: Adnal El Sayed (PSD), Kalito Stoeckl (PSD), Cabo Cassol (Podemos), Edvaldo Alcantara (PTB), Maninho (PSC), Jairo Cardoso (DEM), Anice Gazzaoui (PL), Protetora Carol (PP), Galhardo (Republicanos) e Freitas (PSD). Rogério Quadros (PTB), Yasmin Hachem (MDB) e João Morales (DEM) votaram a favor. O presidente Ney Patrício (PSD) não vota. O vereador Alex Meyer representa o legislativo em agenda externa. 

Esclarece
A vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Luciane Klippel, entrou em contato para comentar as notas sobre o Programa de Apadrinhamento Afetivo de Foz do Iguaçu. As informações foram repassadas pela Defensoria Pública do Estado do Paraná (confira: https://bit.ly/Defensoria-Apadrinhamento).

“Não é prioridade”
Klippel fala da tramitação do projeto na Câmara de Vereadores, onde o projeto foi apresentado e aprovado antes de virar lei. “Não ocorreu em momento algum o convite do legislativo para que o CMDCA se manifestasse em relação ao projeto de lei que previa a publicação da referida Lei”, afirma.

Demanda
“Ocorreu em paralelo, enquanto o CMDCA é que instância de controle social que acompanha e fiscaliza as políticas voltadas para criança e adolescente no município de acordo com o ECA, e que, após estudo técnico e consulta ao MP e a Vara da Infância e Juventude, identificou que, a demanda versus orçamento, sendo que este programa, no atual momento, não é a prioridade, observando que trata-se da implantação de um novo programa e que este demanda de recursos financeiros”, continua.

Cronograma
“Saliento em nome do CMDCA que conhecemos a importância do programa, porém que ele não deve ser prioridade de implantação neste momento. Em relação a regulamentação da Lei, está cabe ao Poder Executivo, não cabendo manifestação deste conselho”, completa. A vice-presidente ainda traz um cronograma da discussão até a publicação da lei.
1) O CMDCA iniciou o estudo de viabilidade do programa em 07/10/2020
2) em 14/07/2021 enviou ofício à Câmara a respeito da análise do projeto no CMDCA;
3) em 08/11/2021, houve resolução do CMDCA sobre a inviabilidade de implantação do projeto.
4) Em 07/04/2022 houve a publicação da Lei pela Câmara.

Sem burocracia
O prefeito Chico Brasileiro (PSD) revogou as leis que regulavam o funcionamento, cadastro e fiscalização das agências de turismo e tirou uma série de impedimentos à instalação de empresas do setor, entre eles, a necessidade de espaço físico. "Hoje, uma parte das agências operam pela internet e as leis ficaram obsoletas. A revogação das leis atendeu pedido do Conselho Municipal de Turismo", disse o secretário Paulo Angeli. 

Abrajet
A Abrajet (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo) do Paraná garantiu, através de lei, uma cadeira no Conselho Municipal de Turismo.

Centro de informações
O prefeito Chico Brasileiro (PSD) criou, através de lei, o Centro de Informações Estratégicas e Respostas de Vigilância em Saúde vinculado a Divisão de Vigilância Epidemiológica/Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde. A proposta é de que o centro tenha uma atuação em conjunto aos órgãos de vigilância do Paraguai e Argentina.

Audiência pública
Hoje, a partir das 11h, a Câmara Municipal fará uma audiência pública sobre a expansão da agricultura familiar e políticas de segurança alimentar.  “Vamos tratar da agricultura familiar e orgânica de Foz e debateremos temáticas que envolvam os trabalhadores desse setor”, disse Alex Meyer (PP). "A questão da agricultura familiar e segurança alimentar perpassa desde a produção, até educação alimentar para conscientização de nossas crianças. Isso também se traduz em saúde”, disse Adnan El Sayed (PSD). Meyer e El Sayed são autores do requerimento da convocação da audiência.

Comissão Bubas
A Câmara Municipal aprovou a instalação de comissão especial para acompanhar os estudos, projetos e a estruturação do Bubas no Porto Meira. Dela deve fazer parte Anice Gazzaoui (PL), Alex Meyer (PP), Dr. Freitas (PSD), Edivaldo Alcântara (PTB) e Ney Patrício (PSD).

Apoio
A pré-candidata a deputada estadual, Márcia Huçulak (PSD) tem apoio do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel (PSD). Pimentel tem acompanhado Marcia nas reuniões da pré-campanha na RMC. 

Trabalho conjunto
Os secretários Rogério Carboni (Justiça, Família e Trabalho) e Wagner Mesquita (Segurança Pública) se reuniram com o desembargador Ruy Muggiati, (supervisor do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça do Paraná). Na pauta, projetos nas duas área para o sistema carcerário estadual. 

Zé Beto Maciel, Gustavo Aquino e Francisco Vitelli

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas