Equipe da Foz do Iguaçu conhece soluções para alagamentos de Porto Alegre


- Por: Redação 1

Equipe da Foz do Iguaçu conhece soluções para alagamentos de Porto Alegre
Comitiva conheceu o sistema de macrodrenagem; troca de experiência pode servir de base para novos projetos no município

Uma comitiva da Prefeitura de Foz do Iguaçu esteve em Porto Alegre (RS) na última semana para conhecer o sistema de drenagem da capital rio-grandense, que poderá servir de base ao município para a elaboração de novos projetos contra alagamentos na cidade. Nos últimos três anos, o governo municipal investiu mais de R$ 25 milhões para solucionar o problema.
Os representantes da Prefeitura foram recebidos pelo diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos de Porto Alegre (Dmae), Alexandre Garcia, e visitaram as obras de macrodrenagem que estão sendo feitas na cidade, como a do Arroio Areia, que contempla 26 intervenções, entre galerias e reservatórios.
Entre as soluções de Porto Alegre que foram acompanhadas pela Prefeitura de Foz, estão obras do reservatório de contenção submerso e sistema de bombeamento para o aumento da velocidade de saída de águas nos pontos de alagamento.
De acordo com o secretário de Obras, Cezar Furlan, a troca de experiências com as equipes de Porto Alegre pode contribuir com novos projetos no município.  Furlan ressaltou que, antes de qualquer medida prática, será preciso reunir equipes técnicas para a criação de projetos estratégicos e com efeito a longo prazo. De acordo com um levantamento da Prefeitura, a cidade possui aproximadamente 400 pontos de inundação mapeados.
O vice-prefeito de Foz, delegado Francisco Sampaio, elogiou as iniciativas de Porto Alegre, mas alertou para a necessidade de esforços conjuntos com a população para resolver os alagamentos. “Porto Alegre tem um dos melhores programas de drenagem do país e foi muito importante ver de perto como essas obras são feitas. Mesmo assim, um problema recorrente tanto lá quanto aqui é o descarte incorreto de lixo. Precisamos sim de um bom planejamento urbano, mas aliado à consciência da população. Assim todas as partes ganham”, destacou.
Conforme o vice-prefeito, medidas para o enfrentamento dessa problemática estão sempre em debate. Atualmente, a Prefeitura está com cinco obras de drenagem em andamento – de média e alta complexidade - no Jardim São Luiz, Morenitas, Patriarca, Três Lagoas, Jardim Central e Jardim Curitibano; além de outras intervenções menores. Nos últimos três anos, foram investidos mais de R$ 25 milhões contra alagamentos.
Além do vice-prefeito e do secretário municipal de Obras, também integrou a comitiva de Foz o diretor extraordinário de Acompanhamento de Projetos e Planos de Contenção de Enchentes e Suporte Técnico, Ivan Lincon Oeda.

AMN

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas