Em 2020 não seja vítima da Síndrome de Burnout


- Por: Redação 1

Em 2020 não seja vítima da Síndrome de Burnout

A Síndrome do Esgotamento Profissional também pode desencadear problemas urológicos, como: incontinência urinária e disfunção erétil

Ano Novo, vida nova e estrese antigo? Se você é um daqueles que já está com a agenda lotada para cumprir a lista de resoluções profissionais para 2020 e se esqueceu de deixar um tempo para o lazer ou para a família, preste muita atenção para ver se você não é um forte candidato a desenvolver a Síndrome de Burnout, ou se já não está acometido por ela. 
Traduzindo do inglês, "burn" quer dizer queima e "out" exterior. A Síndrome de Burnout  ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de trabalho desgastante, competitividade ou muita  responsabilidade. O excesso de trabalho é a principal causa da doença que é comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão e com muitas responsabilidades, aqueles que “não podem errar”, como médicos, enfermeiros, professores, policiais e jornalistas. Ela também pode aparecer quando o profissional encara trabalho muito difíceis, quando sente que não tem capacidades suficientes para realizá-los.
A Síndrome de Burnout, ou Transtorno de Ansiedade Generalizada, já foi chamada de Estresse Agudo com Sequelas. Ela acomete pessoas excessivamente comprometidas a cumprirem suas metas. As pessoas passam a se sentir desmotivadas, passam mal quando pensam no trabalho ou podem até não conseguir voltar às atividades, chegando a terem de trocar de emprego ou reduzir sua capacidade de produção caso permaneçam no mesmo trabalho. 
Na urologia a Síndrome de Burnout pode desencadear problemas de disfunção erétil e incontinência urinária, como explica o médico urologista de Foz do Iguaçu, Dr. Gustavo Cruz: “o paciente muito estressado e muito preocupado costuma ter muitas liberações de noradrenalina, o que acaba prejudicando o desempenho sexual já algumas pessoas com a bexiga mais sensível podem ter instabilidade da bexiga com urgência miccional, que é a urgência de ir ao banheiro, ir mais vezes ao banheiro, ou ter dificuldade de segurar a urina até chegar ao banheiro”, explica o especialista. 
Para o ano que se inicia o médico deixa sugestões: “procure ter uma vida mais saudável, faça um planejamento das suas atividades profissionais, tenha tempo para as  atividades físicas, busque a companhia de amigos e familiares e caso sentir a necessidade, busque acompanhamento especializado de um médico ou psicólogo e tenha um Feliz Ano Novo!”, finaliza Dr. Gustavo Cruz.
 

Dr. Gustavo Zepka Cruz
Médico Urologista graduado pela Fundação UFRS, Residência médica em cirurgia geral no hospital São Vicente de Paulo/RS e Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Também foi Preceptor da Residência Médica de Urologia do Hospital Central da Aeronáutica. Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia e Membro da Sociedade Europeia de Urologia.

Foto: Divulgação

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas