É muito candidato


- Por: Redação 1

É muito candidato

Nas primeiras contas, serão mais de 500 mil candidatos nas eleições de outubro no País. Na lista estão as candidaturas a deputado federal, deputado estadual, governador, senador e presidente da República.

Maior apoio
Além de receber neste fim de semana o convite do seu partido para concorrer à presidência da República, o senador Alvaro Dias (Podemos) recebeu sugestão do Patriota para disputar outro cargo no dia 2 de outubro: o de governador do Paraná. 

Desde abril
De acordo com o presidente estadual do Patriota, Nivaldo Ramos, a proposta de apoiar a candidatura de Alvaro ao governo tem sido avaliada pela sigla desde abril. “Aí será lançado pelo Podemos, mas com nosso apoio e de outros partidos. O Paraná cresceu muito durante o primeiro governo do Alvaro Dias, e precisamos disso novamente, do preparo que ele tem”, completou. Dias, em princípio, é pré-candidato à reeleição ao Senado.

Vou de Pablo
Já para presidente, o Patriota decidiu apoiar o coach e influenciador digital Pablo Marçal (Pros), que teve candidatura oficializada no domingo (31) e se intitula como “candidato da terceira via que ninguém tem a coragem de assumir”. Além dessas definições, o Patriota também oficializou durante a convenção o nome dos candidatos a deputado estadual e federal da sigla. (foto 2)

Declinou
O advogado Cássio Lobato (Patriota) não disputar as eleições de outubro. Pré-candidato ao Senado, Lobato disse que não disputará qualquer cargo. "Tem muita candidatura laranja em Foz".

Bancada feminina
A Assembleia Legislativa aprovou projeto de resolução que cria a bancada feminina no legislativo paranaense. O objetivo da proposta é garantir a participação das mulheres na composição da mesa diretora, além de criar uma bancada composta pelas parlamentares. 

Vou de Ratinho
Dos 10 pré-candidatos ao Senado, três devem acompanhar o governador Ratinho Junior (PSD): Paulo Martins (PL), Orlando Pessuti (MDB) e Guto Silva (PP). Aline Sleutjes (Pros), Sérgio Moro (União Brasil) e Alvaro Dias (Podemos) ainda devem decidir. Do outro lado, estão César Silvestri Filho (PSDB), Desiree Salgado (PDT), Laerson Matias (Psol) e Roberto França (PCO).

Batido martelo
O PT já registrou no sistema do TRE as candidaturas de Roberto Requião (Governo do Estado) e Jorge Samek (vice-governador). A vaga do Senado deve ficar com o PV. 

Nós vamos
O primeiro confronto “cara a cara” entre os candidatos ao governo do Paraná acontece já no próximo domingo, 7, promovido pela TV Band Paraná. Segundo a emissora, todos os nove concorrentes ao Palácio Iguaçu foram convidados.

Cortes
Levantamento do jornal O Globo aponta que 17 universidades federais têm risco de interromper suas atividades até o fim do ano por falta de dinheiro. Em 2022, mais de R$ 400 milhões já foram cortados em recursos discricionários. "O corte na UFPR já está na ordem de R$ 12,5 milhões. Esses recursos são do orçamento discricionário aprovado em lei orçamentária anual no final do ano passado que era de R$ 145 milhões. Já são R$ 12,5 milhões a menos", disse o reitor da UFPR. Ricardo Marcelo Fonseca, presidente da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior ). 

Cortes II
A Unila não vai conseguir avançar com as construções e licitações planejadas e continuará pagando aluguel. Em nota, a universidade diz que em 27 de maio foram bloqueados 14,5% – equivalentes a R$ 6 milhões do orçamento de investimentos. Posteriormente, em 3 de junho, o governo recuou e manteve bloqueados 7,1%, o equivalente a R$ 3 milhões. Em 13 de junho, foi efetivado um corte de R$ 1,5 milhão e, em 24 de junho, o R$ 1,5 milhão restantes.

União Brasil
O União Brasil decidiu em convenção estadual apoiar a reeleição do governador Ratinho Junior (PSD) e lançou as chapas com 55 deputados estaduais e 31 a deputado federal. O ex-juiz Sérgio Moro será candidato ao Senado.

Bambu
O governador Ratinho Júnior (PSD) sancionou a lei 21.162 que incentiva o plantio agrícola  e a comercialização da cultura do bambu. "O Paraná é o primeiro estado, e por isso referência a outros estados, a instituir, através de lei, um ambiente produtivo do bambu que pode ser usado em vários tipos de atividades", disse o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD), um dos autores da lei. 

Bambu II
A cultura do bambu neutralizar as emissões de carbono. "O cultivo do bambu é barato e além de agregar valor na sua cadeia produtiva é uma cultura sustentável que traz benefícios ambientais, econômicos e sociais. Sua oridução pode ser usada desde a construção civil até na alimentação", aponta Romanelli.

Zé Beto Maciel, Gustavo Aquino, Maria Tereza Vasquez e Bruna Paz

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas