Doação


- Por: Redação 1

Doação

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado aprovou o projeto de lei que autoriza a doação de viaturas ao Exército paraguaio. O projeto autoriza o Ministério da Defesa a doar 20 viaturas operacionais MBB 1418 revitalizadas. Na justificava, o então ministro da Defesa, Raul Jungmann, defendeu “a necessidade de intensificar ações cooperativas e de promover uma eficaz cooperação bilateral na área de defesa, com base na consideração conjunta de questões de interesse mútuo, e preservando os canais de entendimento já existentes”. 

PSDB e Podemos
Os ex-prefeitos Sâmis da Silva (PSDB) e Paulo Mac Donald Ghisi (Podemos) acompanharam o César Silvestri Filho (PSDB), pré-candidato tucano ao Governo do Estado, na entrevista o ex-prefeito de Guarapuava na entrevista à Rádio Cultura.

Novo ministro
O presidente Jair Bolsonaro (PL) exonerou o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) e nomeou o economista Adolfo Sachsida na pasta. Sachsida afirmou que está diante do maior desafio profissional de sua carreira, não quis entrar em detalhes sobre a troca súbita de comando, agradeceu Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes (Economia).

E a Itaipu?
A troca de comando nas Minas e Energia meche com as especulações em torno da Itaipu Binacional. O diretor-geral, o almirante Anatalício Risden, é uma indicação de Albuquerque. Qualquer mudança na binacional vai passar por Guedes e pelo Centrão, bloco político do Congresso Nacional que apoia Bolsonaro, e sempre está de olho na Itaipu.

Eu hein, João
O STF condenou o jornalista Rubens Valente a pagar ao ministro Gilmar Mendes cerca de R$ 310 mil reais por citá-lo no livro “Operação Banqueiro”. O jornalista Ricardo Noblat atenta: mais do que o mérito, chama atenção a trajetória da ação nos tribunais superiores e a condenação. Além do valor altíssimo, a Justiça decidiu que uma reedição da obra terá que abrigar as 200 páginas do direito de resposta de Mendes. 

Liberou
O Senado aprovou projeto de lei que muda o limite de gastos com propaganda em anos eleitorais. A medida, aprovada pela Câmara dos Deputados em março, aumenta o limite de gastos do poder público com serviços de propaganda institucional durante o ano eleitoral. O projeto era uma das prioridades do governo de Jair Bolsonaro e teve, em peso, o apoio de seus aliados da bancada do PL, Republicanos e PP. 

Como fica
Atualmente a lei considera a média das despesas com publicidade do primeiro semestre dos três anos anteriores aos da eleição como limite. A nova proposta estabelece sob esse limite para seis vezes a média mensal dos valores empenhados e não cancelados nos três anos anteriores completos, incluindo o primeiro e o segundo semestres.

Contingente
No Brasil, 1,5 milhão de pessoas trabalham com transporte de passageiros e entrega de mercadorias, segundo o Ipea. A maioria (61,2%) é de motoristas de aplicativo ou taxistas, 20,9% fazem entrega de mercadorias em motocicletas e 14,4% são mototaxistas. São mais de 945 mil motoristas de aplicativo e taxistas, 322 mil motociclistas que fazem entregas, 222 mil mototaxistas e 55 mil trabalhadores que usam outro meio de transporte para entregar produtos. 

Dinheiro pra vacina
A Câmara dos Deputados aprovou a MP que abre crédito de R$ 6,41 bilhões para a compra de vacinas contra covid-19. A medida provisória, editada em dezembro do ano passado, será enviada ao Senado. Segundo o governo, R$ 3,6 bilhões serão para a produção e o fornecimento de 120 milhões de doses de vacina pela Fundação Oswaldo Cruz. Já para o Fundo Nacional de Saúde, R$ 2,81 bilhões servirão para a compra de doses junto a fornecedores privados. 

Idade mínima
O Senado aprovou a PEC que eleva de 65 para 70 anos a idade máxima de indicados como membros de tribunais superiores e tribunais regionais. A PEC, que segue à promulgação, amplia a idade máxima para indicação e nomeação de integrantes do STF, STJ, TRFs, TST, TRTs, TCU e STM. 

Foz é destaque
As Cataratas do Iguaçu foram destaques nas duas campanhas da Embratur, entre novembro de 2021 e abril de 2022, nos EUA, Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. O presidente da agência, Silvio Nascimento, comemorou o sucesso das peças publicitárias no exterior. 

Azuris
O Azuris (Gralha Azul), eliminado pelo Bahia nos pênaltis na Copa, provocou um debate descontraído na Assembleia Legislativa. O deputado Luiz Fernando Guerra (União Brasil) disse que o time de Pato Branco e foi apartado pelo deputado Nelson Luerssen, afirmando que a equipe é de Marmeleiro. O presidente e deputado Ademar Traiano (PSD) procurou contemporizar: "é de Marmeleiro emprestado para Pato Branco". O deputado Luiz Carlos Martins (PP) convidou a todos para debater o assunto no programa esportivo da Rádio Banda B, do qual é diretor. 

Não tem como
Já são públicas as diferenças entre o chefe da Casa Civil, João Carlos Ortega, e o secretário Augustinho Zucchi (Desenvolvimento Urbano e Obras) com o deputado Guto Silva (PP). Deputados da base reclamam que o pagamento das emendas acordado com Guto Silva, na época na chefia da Casa Civil, já não vale mais.

Um pé fora
A Comissão de Ética da Câmara Municipal de Curitiba aprovou os pedidos de cassação do vereador Renato Freitas (PT). A decisão deve ser confirma pelo plenário do legislativo, o que deve ocorrer até o final de maio. A suplente é a estudante Ana Júlia (PT). 

Risco grande
Em entrevista ao jornalista Israel Reisntein, do portal HojePR, o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD), disse que é "o risco de ter um valor elevado do pedágio é grande".

Zé Beto Maciel, Gustavo Aquino e Francisco Vitelli

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas