Diretor do Hospital Municipal esclarece vereadores sobre o atendimento da covid


- Por: Redação 1

Diretor do Hospital Municipal  esclarece vereadores sobre o atendimento da covid
Sérgio Fabriz esclareceu dúvidas dos vereadores iguaçuenses

Os Vereadores se reuniram, de maneira virtual, na manhã desta quinta-feira, 04 de março, com o diretor do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, Sérgio Fabriz, para apresentar informações e esclarecer dados sobre atendimento e ocupação hospitalar no que se refere à covid-19 em Foz do Iguaçu.
A reunião foi convocada pelo presidente da Casa, Ney Patrício, com “objetivo de que os vereadores tivessem conhecimento da situação concreta do município, pudessem esclarecer as dúvidas e também auxiliar no pedido de reforço aos cuidados, uma vez que os parlamentares têm ligação direta com grande parte da população”, pontuou o Vereador. 
Os questionamentos durante a reunião giraram em torno de alguns assuntos: tratamento dos pacientes com covid-19; refeição servida aos trabalhadores do Hospital; Como está funcionando a troca de leitos com os municípios da região (leitos clínicos e não covid) e existência do exame de gasometria na UPA Morumbi e também sobre prazo de entrega dos resultados dos exames covid, que chegam da mesma unidade de saúde.

Fabriz esclareceu os assuntos e reforçou. “O problema está na responsabilidade individual de cada pessoa. Vamos para as casas esgotados, passamos pelas ruas e é como se a vida estivesse normal. Não há estrutura hospitalar que dê conta se a população não fizer sua parte. Estamos com 73 leitos de UTI ocupados, ontem fizemos 15 intubações no dia”.

Segundo o diretor da unidade, o município de Missal está ajudando Foz do Iguaçu, atendendo pacientes não covid. Com relação à ocupação hospitalar e espera por leitos, Fabriz afirmou que “hoje há 201 pacientes aguardando vagas na macroregional, destes 109 são para leitos de UTI. Estamos trabalhando para abrir 06 leitos de enfermaria hoje e mais 10 de  UTI que estamos lutando para implementar”. Ainda de acordo com Fabriz, em Cascavel havia, nesta quinta-feira, 53 pessoas aguardando vaga na UTI; na 9ª regional de Foz há 12 pacientes; em Toledo 22; Francisco Beltrão 10; Pato Branco 12 pessoas.

DC CMFI

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas