Curso gratuito de Informática Básica para a Melhor Idade oferecido pela UDC


- Por: Reciel

Curso gratuito de Informática Básica para a Melhor Idade oferecido pela UDC

O próximo Curso será no dia 27/11 sobre Plantas Medicinais. As inscrições estão abertas e são gratuitas Esta semana os estudantes da terceira idade participaram do Curso de Informática Básica para a Melhor Idade oferecido pelo Centro Universitário UDC em parceria com a AIUTA – Associação Internacional das Universidades da Terceira Idade e Universidade de Toulouse, na França, foi um sucesso. A aula foi ministrada pelo Profº. Mestre Adélio de Souza Conter que falou sobre reforços nos aspectos da tecnologia os cuidados e as vantagens. Hoje a tecnologia é basicamente como água, uma necessidade fisiológica e básica da sobrevivência em determinadas sociedades. TI faz parte do contexto de vida da sociedade contemporânea e quanto mais você puder utilizar isso, mais poderá ser feliz. A Coordenadora Geral do Centro Universitário UDC, Profª. Ângela Papandréa Luz conta que a instituição realiza trabalhos junto à terceira idade há mais de 10 anos e explica a importância das ações. É uma preocupação de responsabilidade social da UDC em relação a melhor idade. O importante é dar aos participantes o papel de cidadão. Hoje o idoso vai além dos 60 anos e tem muita capacidade! Queremos contribuir para que ele exercite essa capacidade. A Coordenadora explica a criação do Escritório Brasil da AIUTA. Fazemos parte da AIUTA e recentemente inauguramos o Escritório Brasil aqui na UDC. Juntos, o Profº. Fábio Prado e o Profº. François Vellas, que é o Presidente da AIUTA, estamos desenvolvendo vários cursos. Hoje em todo o mundo mais de 10 milhões de estudantes participam das Universidades da Terceira Idade. AJUDA DOS UNIVERSITÁRIOS Os universitários de Sistemas de Informação reforçaram o time do Professor Adélio e passaram a tarde apoiando os participantes do curso. Os universitários adquirem know-how na parte de tecnologia, e vieram ajudar os idosos e também aprender, ter uma visão da didática interagindo diretamente com os participantes, disse o professor. Everton Schuster está no 6º período de Sistemas e fala da experiência. Achei muito diferente. Para nós as noções são naturais, e para eles é mais difícil. Compartilhar o conhecimento com o pessoal é demais. Ver a pessoa crescer na dificuldade é muito bacana. INCLUSÃO DO IDOSO A professora aposentada Lizete Alves de Souza El’ Youssef ficou muito feliz em participar do curso e adiantou: todos que oferecerem vou fazer. Segundo Lizete, é muito importante para o idoso a inclusão no mundo da tecnologia, além da convivência em sociedade. Eu uso a internet, celular, redes sociais, somos daquele tempo que não havia tecnologia, mas temos que nos adaptar se não seremos engolidos. Gostei muito da iniciativa da UDC para nos ajudar nessa evolução. O idoso hoje está vivendo mais e tem condições de estar cada vez mais inserido na sociedade moderna. (Da assessoria/Foto: Divulgação)  

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas