Cristãos católicos celebram o início da Quaresma com a Bênção das Cinzas


- Por: Reciel Rocha

Cristãos católicos celebram o início da Quaresma com a Bênção das Cinzas
Fiéis receberam as cinzas consagradas durante a celebração, como sinal de humildade e conversão  

Milhares de fiéis participaram da Bênção das Cinzas, nessa quarta-feira (26), em Foz do Iguaçu. A celebração marca o início da Quaresma para os católicos, um tempo de reflexão que antecede a Páscoa. Na catedral Nossa Senhora de Guadalupe, na Vila A, foram celebradas três missas em horários distintos ao longo do dia. A primeira teve início por volta das 7h e foi presidida pelo padre Clodoaldo Frassetto.
Durante a missa o sacerdote destacou a importância dos 40 dias de penitência dentro dos ritos cristãos. “Esse é um tempo no qual nós nos preparamos como católicos, vivendo a conversão e a dimensão da oração e do jejum, para vivermos todo o plano de salvação dado por Jesus na entrega da Cruz”, ressaltou. 

A homilia (popular sermão) chamou a atenção dos fiéis para a importância da prática da caridade e do arrependimento durante a Quaresma. “Devemos neste tempo buscar a Deus de uma forma mais profunda. Isso não significa que não estivéssemos buscando a ele em nossa caminhada, mas este é um momento maior, de mais profundidade, de irmos ao encontro dele voltando o nosso olhar e nosso pensamento em busca da reconciliação, do perdão”, destacou o padre Clodoaldo em conversa com a comunidade. 
Perto do final da celebração, os cristãos receberam as cinzas consagradas. Cada um dos presentes foi marcado na fronte com o Sinal da Cruz e recebeu a principal recomendação: “Converta-te e crê no evangelho” (cf. Mt 3, 12-12). Retratado no Antigo Testamento da Bíblia, o ato litúrgico representa a fragilidade do ser humano e a necessidade de conversão à palavra de Deus. 
As cinzas distribuídas aos fiéis são resultado da queima dos ramos santos, recolhidos no Domingo de Ramos do ano anterior. O ato simbólico da imposição retrata a humildade e a origem humana segundo a crença cristã: “Tudo caminha para um mesmo lugar; tudo vem do pó e tudo volta ao pó” (Eclesiastes 3, 20). 

Os 40 dias de Quaresma revivem a estadia de Jesus no deserto. Neste período, o cristão passa por três importantes etapas: a oração, a prática da caridade e a abstinência. É um momento de reflexão e de intimidade com o eu próprio e com o divino. 

Da redação
Foto: divulgação 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas