Consulado acolhe paraguaios impedidos de cruzar a fronteira


- Por: Reciel Rocha

Consulado acolhe paraguaios impedidos de cruzar a fronteira
Os 85 paraguaios vieram de São Paulo 

O Consulado-Geral do Paraguai em Foz do Iguaçu informou que os 85 paraguaios que tentaram atravessar a aduana, na ultima terça-feira (24), deverão ser repatriados para o País vizinho em até 72 horas. O prazo foi acordado com autoridades brasileiras, depois de os passageiros serem surpreendidos com a decisão do Governo Paraguaio de fechar a fronteira para evitar novos contágios do coronavírus.
Eles trabalhavam no comércio em São Paulo e sem como sobreviver na capital paulista, decidiram fretar dois ônibus e buscar ajuda de familiares que moram na região de Ciudad Del Este. Porém, ao chegarem à fronteira do Brasil com o Paraguai, foram surpreendidos com a medida restritiva e impedidos de transpor a Ponte da Amizade.

Eles foram alojados em um hotel da cidade, custeado pelo Consulado-geral do Paraguai em Foz. Nenhum apresenta sintomas do vírus, porém, não podem deixar as dependências do estabelecimento. Uma equipe multidisciplinar está monitorando o grupo e garantindo o cumprimento das determinações governamentais de isolamento social.

Logo após a ocorrência, a imprensa paraguaia divulgou que o Secretário de Desenvolvimento para Repatriados e Refugiados Nacionais, Ministro Edgar Ruiz, em coletiva, informou a decisão do Presidente Mario Abdo Benitez de garantir o retorno dos compatriotas. Consultado, o consul-geral Jorge Coscia disse que a decisão põe fim aos transtornos pelos quais as famílias estão passando. Está apenas aguardando instruções para providenciar o translado.

Da redação
Foto: Ultima Hora

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas