Com descontos e parcelamentos, lojistas esperam aumento de até 30% nas vendas de Dia das Mães


- Por: Redação 1

Com descontos e parcelamentos, lojistas esperam aumento de até 30% nas vendas de Dia das Mães
Procura por roupas e calçados deve aumentar no final de semana em Foz

O Dia das Mães trouxe um novo ânimo aos lojistas de Foz do Iguaçu. Celebrada neste domingo (8), a data deve movimentar o comércio local e injetar um bom capital na economia, que aos poucos caminha para uma recuperação total pós-pandemia. A expectativa é de que as vendas neste ano tenham um aumento de pelo menos 30%. 
Tanto as lojas de rua como os shoppings já estão preparados para receber o público. O maior movimento deve ocorrer entre sexta-feira (6) e sábado (7), já que muitas pessoas costumam deixar a escolha do presente para a última hora. Mesmo assim, os comerciantes garantem que haverá diversas opções disponíveis e, o mais importante, com um bom desconto. 
Grande parte dos empresários acredita que o fim das restrições sanitárias de combate à covid-19 e a consequente melhora do turismo impulsionaram a intensão de consumo das pessoas e o impacto deve ser bastante positivo. 
“A gente vem de dois anos de pandemia, onde o consumo foi bastante reduzido. A retomada das atividades trouxe um novo ânimo para os consumidores e lojistas, por isso a expectativa para este ano é alta e o varejo em geral espera uma grande evolução”, contou David Elias, gerente de uma loja em um dos shoppings da cidade.
Uma pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) prova que de fato o desejo de presentear as mães neste ano está em alta, assim como o valor médio do presente, que deve ficar entre R$ 100 e R$ 200. 
Entre os tipos de presente, a preferência por roupas, bolsas, calçados, perfumes e cosméticos continua na liderança. Muitos locais estão oferecendo até 50% de desconto nesses itens. Neste ano muito filhos também decidiram por presentear as mães com uma importância em dinheiro para que elas possam comprar o que quiserem.
“O Dia das Mães é a segunda data mais importante para o comércio, atrás do Natal, imbatível como responsável pelo principal faturamento das lojas. A diversidade de presentes é grande, mas percebe-se que a intensão de ofertar dinheiro tem sido maior neste ano. Talvez isso tenha sido provocado pelo distanciamento da pandemia, ou seja somente uma ideia de conferir liberdade de escolha para que as mães comprem o que desejarem”, explicou a Fecomercio. 

Shoppings saíram na frente
Diferente dos anos anteriores, quando as lojas de rua eram as preferidas, neste ano a procura por comprar em lojas de shoppings tem liderado a preferência do público. De acordo com a Fecomércio, a comodidade, diversidade e segurança são alguns dos fatores que contribuíram para a migração. As compras por internet também seguem em alta como reflexo da pandemia. Entre as formas de pagamento, a preferência é pela versão à vista em dinheiro. 

Dicas do Procon
Para evitar possíveis transtornos, o Procon orienta os consumidores sobre alguns dicas importantes na hora das compras. A primeira orientação é exigir sempre a nota fiscal dos produtos, pois ela é a garantia dos direitos do comprador em caso de problemas. 
Outra dica a se prestar atenção é que, toda loja tem sua política de troca e ela só é obrigada a efetuar a troca do produto se ele apresentar algum defeito. Contudo, as lojas geralmente fazem a troca mesmo sem defeito. Assim como, todo produto tem garantia legal.

Da redação 
Foto: arquivo GDia 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas