Coletivo de cidadania vai lutar pelo curso de medicina na Unioeste


- Por: Redação 1

Coletivo de cidadania vai lutar pelo curso de medicina na Unioeste

A iniciativa partiu da direção do grupo, que avaliou urgente não só a retomada da abertura de novas faculdades de medicina no país como a expansão das turmas da própria Unioeste, incluindo Foz do Iguaçu. 
Para o coordenador do Coletivo, o professor Luiz Henrique Dias, que também organiza um cursinho gratuito para o Enem e vestibulares, Foz do Iguaçu tem todas as condições para abrigar mais uma escola de medicina na cidade. "Temos uma demanda gigantesca de pessoas que querem fazer medicina na cidade que acabam indo para outros locais estudar e, muitas vezes, acabam ficando por lá, ou seja, estamos perdendo a oportunidade de formar médicos aqui, que podem decidir morar aqui. A cidade e a região precisa de médicos. A própria Unioeste já oferta o curso em outras cidades e isso pode abrir margem para a expansão das vagas e a abertura de uma turma em Foz do Iguaçu.", apontou. 
Para Emily Rodrigues, estudante de antropologia e vice-coordenadora do Coletivo, o Unila realizou um grande sonho dos iguaçuenses com a vinda do curso de medicina mas seria muito melhor se a Unioeste também pudesse ofertar a graduação. "O campus de Foz da Unioeste já tem um curso tradicional e muito bem avaliado, o de enfermagem, e a cidade já conta com residências e com dois hospitais de referência, além dos inúmeros estudantes de medicina que moram aqui e estudam no Paraguai. Seria uma chance de abrirmos mais vagas para nossos jovens e para repatriarmos muitos estudantes que querem continuar seus estudos no Brasil.", afirmou. 
Dentre as ações previstas pelo Coletivo estão um grande abaixo-assinado, conversas do grupo com vereadores, unioeste, prefeito municipal, deputados estaduais e federais, além de um pedido formal ao governador do Paraná. 
Para mais informações, acompanhe o perfil do Coletivo no Instagram: @coletivofoz.

Assessoria

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas