Cassinos no Brasil vão gerar milhares de empregos e renda, diz Vermelho


- Por: Redação 1

Cassinos no Brasil vão gerar milhares de empregos e renda, diz Vermelho
Vermelho com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio

A declaração do ministro Paulo Guedes nesta semana foi recebida com entusiasmo pelo deputado Vermelho. O ministro mostrava certa resistência a proposta, mas afirmou à revista Época, que o Brasil reúne todas as condições para abrigar esse tipo de empreendimento, impulsionando o turismo de luxo.

A proposta de reabertura de cassinos no Brasil chegou a ser bandeira de campanha do deputado. Quando assumiu o cargo, em fevereiro de 2019, Vermelho conversou com lideranças de bancadas, participou de comissões e frentes parlamentares em defesa dos cassinos.
Por sua atuação, Vermelho foi alçado à presidência da Subcomissão para Legalização dos Jogos: “Depois de mais de 70 anos do decreto presidencial que extinguiu os cassinos no Brasil, eu nunca vi um momento tão favorável como esse para que os jogos voltem a ser permitidos no Brasil”, explica o deputado. Os cassinos foram extintos por Eurico Gaspar Dutra, em 1946.
O trabalho desenvolvido na Câmara dos Deputados tem apoio incondicional do presidente Rodrigo Maia e do deputado Newton Cardoso, presidente da Comissão de Turismo. Vermelho é membro efetivo da comissão e faz parte da Frente Parlamentar de Turismo, formada por mais de 200 senadores e deputados.

O deputado explicou que os cassinos irão impactar positivamente todo o setor de turismo no Brasil. “A  ideia que ganhou força na Frente Parlamentar é a implantação de cassino no modelo de Las Vegas e Singapura, onde os cassinos funcionam anexados aos grandes centros de lazer. Esses estabelecimentos terão hotéis de luxo, bares, restaurantes, lojas, arena de espetáculos culturais, danceterias e parque temáticos”, frisa o deputado.

De acordo com ele, serão atrações para todos os gostos e não apenas para quem gosta de fazer apostas. “Vamos trazer turistas estrangeiros e permitir que os brasileiros que vão apostar em outros países permaneçam aqui, gastando seu dinheiro em nosso pais, gerando emprego e desenvolvimento”.
Antes da pandemia da covid-19, cerca 200 mil brasileiros saiam do país todos os meses para jogar em cassinos de todo o mundo. Só para Las Vegas, vão cerca de 150 mil por ano. “O Brasil está exportando jogadores, consumo, dividendos e divisas, que poderiam permanecer aqui caso os cassinos fossem legalizados”.
 
Apoio do Executivo
O trabalho dos parlamentares e lideranças empresariais do setor turístico acabou sensibilizando autoridades do poder Executivo. Vermelho manteve diversas audiências com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, e o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, que defendem a propostas com toda convicção.

“Nas conversas que tive com o ministro do turismo e o presidente da Embratur, ficou claro que o governo é favorável a implantação de cassinos”, diz Vermelho. “O Marcelo disse que a geração de emprego será muito grande e o Gilson afirmou ter estudos de que o número de turistas estrangeiros poderá triplicar”, acrescenta.


Adelino de Souza / Freelancer

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas