Candidatura de Paulo Mac Donald para prefeito é aprovada no TSE


- Por: Redação 1

Candidatura de Paulo Mac Donald para prefeito é aprovada no TSE
Paulo Mac Donald teve a candidatura a prefeito de Foz do Iguaçu confirmada pela Justiça Eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deferiu, na manhã desta quinta-feira (15), a candidatura de Paulo Mac Donald Ghisi (Podemos) para prefeito de Foz do Iguaçu, no pleito de 15 de novembro próximo. O órgão acatou o entendimento do juiz da 46ª Zona Eleitoral, que negou pedidos de impugnação da candidatura do ex-prefeito.

O deferimento da candidatura de Mac Donald da coligação "Quem Ama Cuida", que reúne DEM, Podemos e PP, pode ser conferido no serviço de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do TSE. Logo pela manhã, o ex-prefeito comemorou a decisão do juiz Wendel Fernando Brunieri, da 46ª Zona Eleitoral, que julgou improcedentes os pedidos de impugnação de candidatura e notícia de inelegibilidade.

Homologados
Ao todo, foram protocolados quatro pedidos de impugnação da candidatura de Mac Donald. Um do Ministério Público Eleitoral (MPE), um do Partido dos Trabalhadores (PT) do candidato a prefeito Luiz Henrique e um da coligação “O Trabalho Continua”, que tem como candidato à reeleição Chico Brasileiro (PSD). O eleitor Airton Alves de Assis Junior também pediu o indeferimento.
 
Regularidade com a Justiça
Na sentença, o juiz Wendel Brunieri abordou os pleitos de inelegibilidade e da defesa. "Em face da inexistência, no presente momento, de causas de inelegibilidade em face, do candidato ao cargo de prefeito Paulo Mac Donald Ghisi, defiro seu registro de candidatura", anotou em seu despacho.

A decisão deixa o ex-prefeito em condições de regularidade para concorrer ao pleito. Na prática, isto significa que ele está com dados e documentação completos, atendendo aos requisitos para postular o cargo de prefeito de Foz do Iguaçu, conforme o pedido já julgado pela Justiça Eleitoral.

Ao analisar o mérito, Brunieri ressaltou que os pedidos de impugnação apontavam para dois argumentos. O primeiro é a reprovação de contas por órgão competente, sem efeito suspensivo e o segundo condenação por ação civil pública de improbidade administrativa, confirmada por órgão colegiado, sem notícia de efeito suspensivo. O juiz afirmou que, em ambas, não viu impedimento para o registro.
O titular da 46ª Zona Eleitoral ressaltou ainda que, mesmo que todas as decisões liminares obtidas por Mac Donald tenham sido proferidas em caráter precário, "não há como deixar de reconhecer que, por todas as circunstâncias aqui explanadas, o caso enseja deferimento ao requerimento de registro de candidatura do impugnado".

Recurso
O MPE recorreu da decisão da Justiça Eleitoral, quanto ao deferimento da candidatura de Paulo Mac Donald para prefeito.

Deferidos
Até o fechamento da edição, por volta das 16h30 de ontem, apenas o representante do PT a prefeito de Foz do Iguaçu, Luiz Henrique, ainda aguardava julgamento do seu pedido de candidatura.
 
Além do ex-prefeito Paulo Mac Donald, foram confirmados pelo TSE os nomes de Alemão (PCdoB), Cassio Lobato (Patriota), Chico Brasileiro (PSD), Nelton Friedrich (PDT), Ranieri Marchioro (PRTB) Sidnei Prestes (Republicanos) e Tatiana Fruet (Pros).
 
Ronildo Pimentel
Foto: arquivo

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas