Após a pandemia, Foz do Iguaçu será o destino preferido dos estrangeiros


- Por: Redação 1

Após a pandemia, Foz do Iguaçu será o destino preferido dos estrangeiros

Foz do Iguaçu deve se tornar em breve o destino turístico preferido no Brasil pelos viajantes estrangeiros. A previsão é do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, e por lideranças do empresariado local. A expectativa é baseada nas medidas sanitárias e na retomada de crescimento adotadas pelo poder público em parceria com a iniciativa privada, no enfrentamento à pandemia da covid-19.

“O novo turista, certamente, terá preferência por um destino com atrativos naturais e mais seguro na área de saúde. Foz tem as Cataratas do Iguaçu e um roteiro completo de atrações, incluindo a maior usina geradora de energia do mundo. A lição de casa para dar resposta ao pós-novo coronavírus veio rápido e a cidade se prepara para a segunda onda de crescimento ordenado, a partir de obras estruturantes e do programa Acelera Foz”, complementa Silva e Luna.
O tempo para Foz se tornar o destino de número um dos estrangeiros vai depender de colocar em andamento o planejamento que já vem sendo feito para isso. “As pessoas terão um grande orgulho de viver aqui e encher os olhos de quem visita e quer investir em Foz”, vislumbra o diretor da Itaipu.

Inicialmente, a cidade sofrerá o impacto natural da paralisação do setor turístico, como acontece no mundo inteiro, mas já a partir de 2021 a projeção prevista apor Itaipu e pelos parceiros do Acelera Foz é de pelo menos igualar os números registrados antes da pandemia. Em 2022, Foz passaria a receber 4 milhões de turistas por ano, praticamente o dobro do que recebia até 2019.

“O programa Acelera Foz representa acima de tudo a grande esperança para recuperar a dignidade da nossa gente, por meio de ações e iniciativas efetivas de infraestrutura, tecnologia, inovação, inteligência artificial e incremento no turismo", sentencia Silva e Luna.

Salto de qualidade
Para o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, esse programa vai dar um grande salto de qualidade para a cidade. “Ele une uma grande frente para fazer a diferença e alavancar a economia. É o sonho de todo iguaçuense.”
Para Luiz Felipe Carbonell, diretor de Coordenação de Itaipu, braço operacional da usina, o Acelera Foz é o grande motor da transformação iniciada na gestão Silva e Luna, que representou, até o momento, o investimento de mais de R$ 700 milhões em obras na cidade.

Da redação com assessorias

 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas